Inglaterra foi o país que mais gastou na janela de inverno da Europa

A janela de transferências de inverno na Europa se encerrou na última segunda-feira sem grandes surpresas. As mudanças mais relevantes ficaram por conta dos brasileiros Oscar e Alexandre Pato, além de Dimitri Payet e Julian Draxler.

No saldo total das seis maiores ligas europeias - Inglaterra, França, Itália, Espanha, Alemanha e Portugal -, os ingleses foram os que mais gastaram, com números que chegam a 460,36 milhões de euros, movimentando mais ou menos 853 jogadores.

A França vem em segundo, com 203 jogadores negociados e 172,35 milhões de euros gastos. O país que mais teve transferências foi a Alemanha, que vem em terceiro lugar nos valores, com quase 2370 mudanças, gastando 169,85 milhões de euros.

A Itália vem em quarto, gostando 144,35 milhões de euros. Portugal está em sexto, com 21,85 milhões de euros e a Espanha em sétimo, com 47,84 milhões de euros gastos.

INGLATERRA: HULL CITY SE MOVIMENTA E OSCAR É O PRINCIPAL NOME

O Chelsea fez o maior negócio de toda janela ao negociar o meia Oscar com o Shanghai SIPG, da China, treinado por André Villas-Boas, por 60 milhões de euros. Além disso, liberou a ida do defensor Ivanovic para o Zenit sem custos.

O Manchester United apenas arrumou a casa e negociou o meia francês Schneiderlin para o Everton, por 23 milhões de euros, e o atacante holandês Memphis Depay par a Lyon, por 16 milhões de euros.

Tottenham e Liverpool não se movimentaram na janela, assim como o Manchester City, que apenas recebeu Gabriel Jesus, que já tinha sido comprado no verão.

Um dos clubes mais ativos na Inglaterra foi o Hull City, agora orientado pelo português Marco Silva. Lutando para não cair, o Hull garantiu oito reforços. Entre eles, Evandro (ex-Porto), Lazar Markovic (ex-Sporting), Ranocchia (ex-Inter de Milão) e Grosicki (ex-Rennes).

FRANÇA: PSG DOMINA JANELA

Na França, as duas movimentações do PSG foram as mais importantes. O clube contratou o meia alemão Julian Draxler, que deixou o Wolfsburg por 40 milhões de euros, e o jovem atacante português Gonçalo Guedes, do Benfica por 30 milhões de euros. Além disso, Jesé saiu para o Las Palmas.

O Olympique de Merselha passa a contar com Dimitri Payet e Patrice Evra. Além disso, o Monaco contratou o lateral-esquerdo Jorge, que estava no Flamengo.

ITÁLIA: ITALIANOS NÃO FAZEM GRANDES CONTRATAÇÕES

A Juventus gastou 23 milhões de euros para comprar Matti Caldara e Tomás Rincón para seu elenco. O Napoli se reforçou com Leonardo Pavoletti, por 18 milhões de euros.

ESPANHA: COM ATLÉTICO E REAL PUNIDOS, SEVILLA E VILLARREAL SE MOVIMENTAM

Os três principais times da Espanha não se movimentaram. Enquanto isso, o Sevilla contratou Walter Montoya, por 5,5 milhões de euros, e o francês Lenglet, por 5 milhões de euros. Já o Villarreal vendeu Alexandre Pato para o Tianjin quanjian, da China, por 18 milhões de euros.

ALEMANHA: DORTMUND CONTRATA JOVEM E WOLFSBURG VENDE DRAXLER

O Bayern de Munique, como de costume, não comprou ninguém. Já o Dortmund contratou o jovem Alexander Isak por oito milhões de euros. O Wolfusburg aproveitou o dinheiro da venda de Draxler e contratou Yunus Mallu, Bazoer e Ntep.

PORTUGAL: PORTUGUESES NÃO SE MOVIMENTAM MUITO

Em Portugal, o benfica vendeu Gonçalo Guedes para o PSG e comprou Pedro Pereira. O Porto adquiriu Tiquinho Soares e vendeu Evandro. E o Sporting vendeu o volante Elias para o Atlético-MG.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos