Fellipe Bastos vê corintiano receoso, mas explica ajustes e pede confiança

  • Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

    Fellipe Bastos conversa com Fagner sobre o posicionamento do time

    Fellipe Bastos conversa com Fagner sobre o posicionamento do time

Recém-contratado pelo Corinthians, Fellipe Bastos começou a viver a rotina do CT Joaquim Grava há apenas duas semanas, mas já parece inteirado de assuntos que agitaram a última temporada e estão em pauta após os três amistosos de preparação para o Campeonato Paulista.

O atletas concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira e falou sobre os problemas técnicos apresentados pelo Corinthians em 2016, especialmente no setor defensivo, e até mesmo a impaciência do torcedor por resultados. Depois de uma temporada frustrante, o novo reforço chega para tentar ajudar a consertar alguns problemas. E também para pedir um pouco mais de crédito à torcida alvinegra.

"A gente entende a impaciência. Queremos o torcedor do nosso lado, mas sabemos que ele está receoso. Só nos jogos demonstraremos que tem mudanças em relação a 2016 e que podemos fazer um ano vencedor. Eu, por exemplo, tenho condição de fazer o que o Carille me diz, que é ajudar o Gabriel na marcação e ajudar o Guilherme na armação", disse o volante.

"Ontem (quarta-feira) conseguimos isso, mas não conhecer o gramado me dificultou um pouco. Nada que a gente não possa nos treinamentos e nas conversas acertar e fazer o que o Carille me pede", continuou o novo camisa 35 do Corinthians, apresentado durante a pré-temporada nos Estados Unidos.

Fellipe Bastos pode ter pouco tempo de Corinthians, mas já ganhou uma vaga de titular sob o comando do técnico Fabio Carille. Após o segundo amistoso da pré-temporada, o treinador sacou Camacho para a entrada do reforço, que também ficou responsável por todas as bolas paradas.

O camisa 35 atuou no primeiro tempo do amistoso contra a Ferroviária e viu de fora a assistência do próprio Camacho para o único gol da partida, marcado por Marquinhos Gabriel.

Tranquilo em relação à preparação e à estreia do Campeonato Paulista, que será no próximo sábado, o volante explicou que ainda resta alguns ajustes e até mesmo adaptação à Arena Corinthians para que ele e a própria equipe alcancem os objetivos da temporada.

"Tivemos um início meio amarrado, mas seremos um time dedicado dentro de campo, buscaremos o gol desde o início até o fim, essa é a característica do Corinthians. O torcedor pode esperar um time que vai brigar pela vitória o tempo inteiro. Vamos disputar o título, o torcedor pode confiar na gente", ressaltou.

"Temos trabalhado todos os aspectos que erramos ano passado, sabemos o que temos que melhorar. Os outros times se reforçaram bem, têm grandes equipes, mas não estamos muito abaixo deles. Nosso grupo é forte. O torcedor tem a desconfiança dele, porque ano passado foi muito ruim para o clube, mas temos condições de reverter", disse  Fellipe Bastos, que usou a expressão "arrumar a cozinha" para definir as prioridades do Corinthians em 2017.

"Não que estava bagunçada, mas temos que pensar nos gols que tomamos ano passado e não voltar a repetir, derrotas que tivemos, empates em minutos finais que custaram vaga na Libertadores. O Carille tem conversado muito isso com a gente, que se não sofrer gol vamos ter oportunidade lá na frente. Não sofrendo gols, com certeza vamos ganhar os jogos", finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos