Para tirar o sono do Audax, Maicon faz mistério sobre zaga do São Paulo

Capitão do São Paulo e um dos pilares do elenco para esta temporada, Maicon evita se garantir como titular para a estreia no Campeonato Paulista, às 17h de domingo, contra o Osasco Audax. O camisa 27, no entanto, é o único zagueiro com vaga certa na Arena Barueri, mas quer fazer mistério para tirar o sono do adversário e motivar os companheiros na disputa pela posição.

- Eu espero que eu jogue primeiramente, só saberei no sábado ou no domingo. Uma coisa posso dizer, os dois que jogarem serão os zagueiros de confiança para este jogo, não para a temporada toda. Quando defende, Rodrigo ajuda, Buffarini, Bruno, Wellington e o ataque. Agora, com o Rodrigo de volante, também podemos ter um desempenho positivo. Ele vai contribuir bem nas duas funções e os outros zagueiros são de alto nível também. Lucão está crescendo bastante, tem Douglas, Lyanco, Lugano, Breno... - analisou.

Nesta quinta-feira, Rogério Ceni realizou trabalhos táticos e indicou a presença de Douglas como parceiro de Maicon na equipe titular. Apenas no fim da atividade é que Lucão foi observado ao lado do capitão. Já Breno, que foi titular na estreia da Florida Cup contra o River Plate (ARG), ficou no time reserva ao lado do uruguaio Diego Lugano.

- Breno e Douglas são jogadores de características parecidas, altos, de porte físico forte e bons no um contra um, com velocidade. Quem for chamado vai estar preparado. Essas mudanças mostram que o elenco está bom e que todos estão prontos. Serão os 11 mais bem preparados. A gente trabalha e eu espero estar nas opções iniciais para domingo - projetou.

Maicon, mais um a se mostrar empolgado com o trabalho de Rogério Ceni, confia que o técnico terá papel decisivo para o primeiro jogo oficial da temporada. No ano passado, o Tricolor perdeu por 4 a 1 para o Audax e foi eliminado nas quartas de final do Paulistão, mas os erros cometidos em 2016 já foram corrigidos pelo Mito durante os treinos desta semana, segundo o beque.

- O que vai importar é nossa postura, nossa entrega em campo. Isso fará diferença, os 11 ajudando e compreendendo o que o professor Rogério passar. Assim poderemos sair com a vitória, entendendo a dinâmica deles para não ter surpresa como no ano passado. A gente aprendeu e o Rogério nos preparou. Posso dizer que estamos treinando em cima da estratégia deles. Não vou falar para não ajudá-los, mas tenho certeza que faremos um belíssimo jogo - disse.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Maicon:

Qual a expectativa para o primeiro jogo oficial do ano e do Rogério?

Expectativa do Rogério e nossa, diante de um adversário que no ano passado nos tirou do Paulistão. Precisamos mostrar nossa cara, nosso estilo, desde o primeiro momento, deste jogo oficial. Temos que mostrar para que o São Paulo veio em 2017. Foram dois jogos de pré-temporada, mas que mostramos agressividade, que perde a bola e já pressiona. Contra o Corinthians minha expulsão impediu essa dinâmica, mas contra o River criamos inúmeras oportunidades de gol. Seremos um time que aperta bem, ataca bem e que defenderá ainda melhor do que na última temporada.

A equipe pode ser considerada favorita no Paulistão?

Entramos em todo campeonato como favorito porque somos um time grande. Mesmo que haja esse jejum (12 anos), temos o favoritismo de time grande. E vamos dar nosso melhor para acabar com esse jejum. Temos tudo para mudar essa história e conquistar o título.

O que pensa do boicote que a torcida prometeu pelo alto preço cobrado pelo Audax para o jogo de domingo?

Não vou falar que não iria, cada um é cada um e isso não cabe a mim falar, porque o mando é deles. Se querem colocar R$ 300, o São Paulo é São Paulo de qualquer jeito. Se comparecerem, vamos ficar felizes, mas se não forem, tudo bem, seremos São Paulo do mesmo jeito.

Como é a relação com Rogério Ceni?

?Ele é muito inteligente e surpreendeu a todos, mesmo sendo novo, entende muito de futebol. Esteve do nosso lado, sofreu na pele e entende melhor nós jogadores. Ele sabe como colocar que precisamos jogar, pressionar e ir para cima. Essa motivação dele é o diferencial para nosso trabalho dar certo. É um cara admirável, que cobra, que ouve também. Isso é muito importante, cobrar e ouvir, ficar atento a sugestões. Ele é um comandante, mas sabe escutar e isso ajuda no crescimento do time. Ele ajuda na liderança, na motivação. O grupo assim cresce unido e nós temos tudo para vencer.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos