Leila não espera eleição e "antecipa" renovação de patrocínio com Palmeiras

  • Cesar Greco / Fotoarena

O contrato de patrocínio firmado entre Palmeiras e Crefisa expirou em 21 de janeiro, mas previa a manutenção da parceria por mais um mês para que as partes pudessem negociar a renovação. As conversas, portanto, poderiam se estender até o dia 21 deste mês sem prejuízo para as partes, mas os donos da empresa preferiram concluir as negociações antes de sábado (dia 11), data da eleição para o Conselho Deliberativo do clube, na qual são candidatos.

Leila Pereira e José Roberto Lamacchia almoçaram com Maurício Galiotte na quinta-feira passada e deixaram a renovação por mais dois anos apalavrada. A assinatura está prevista para quarta-feira. O valor do "pacote" beira os R$ 200 milhões.

No entendimento das partes, deixar tudo acertado antes da eleição é uma forma de comprovar que a Crefisa não condiciona a permanência do investimento à vitória de Leila e Lamacchia no Conselho. Em entrevista na semana passada, Leila garantiu que o patrocínio seria mantido "de qualquer jeito" e disse que poderia ser cobrada por isso.

Clube e parceira sempre falaram com otimismo quando o assunto era renovação, mas a permanência ficou em risco quando Paulo Nobre, em seu último ato como presidente, tentou impugnar a candidatura de Leila alegando que ela é sócia do clube desde 2015 e que portanto não tem os oito anos necessários para tentar uma vaga no Conselho. No fim das contas, os ex-presidente Mustafá Contursi pediu reavaliação do caso alegando ter dado a ela um título de sócia benemérita em 1996. Maurício Galiotte, o atual presidente, acatou e acabou rompendo relações com Nobre, seu antigo aliado.

A eleição do Conselho Deliberativo do Palmeiras é proporcional: quanto mais uma chapa receber votos, mais cadeiras conseguirá ocupar. A expectativa para esta eleição é de que 25 votos sejam necessários para eleger um candidato, mas Leila Pereira deve receber centenas. Ao contrário do marido, ela faz forte campanha junto aos sócios. Ambos estão inscritos na chapa "Palmeiras Forte", capitaneada por Mustafá.

Última semana de campanha

Leila Pereira fez a maior campanha da história das eleições para conselheiros do Palmeiras. Na semana passada, ela reservou um andar de um hotel na capital paulista para receber convidados, como Mustafá, Arnaldo Tirone e membros da Mancha Verde, e discursar para sócios do clube, que são os eleitores.

Além disso, a empresária criou um perfil no Instagram (@leilaparaconselheira) e ganhou 6.500 seguidores em dez dias. O ponto curioso é que os vídeos em que ela aparece falando recebem quatro ou cinco vezes mais visualizações do que os que mostram, por exemplo, apenas imagens de jogos do Palmeiras.

A campanha terá sequência na quinta-feira, quando Leila receberá o título de Cidadã Paulistana em um evento para convidados na sede da Faculdade das Américas, outra de suas empresas. No sábado, dia da eleição, uma casa em frente ao clube, decorada com fotos dela e seu número nas urnas (153), estará aberta para receber sócios e oferecerá água para quem for votar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos