Eurico afirma ser contra árbitro gay: "pode tender para o namorado"

Presidente do Vasco, Eurico Miranda deu mais uma entrevista polêmica em sua carreira como dirigente no futebol. O mandatário vascaíno afirmou ser contra que gays sejam árbitros no futebol. Ele destacou como justificativa o fato de esses gays ficarem com a tendência de favorecer possíveis namorados que sejam jogadores de uma equipe que esteja em campo.

"Eu não sou contra o gay. Só me manifestei no futebol sobre isso por ser contra árbitro gay. Isso desde lá atrás. Por que sou contra? Não tenho nada contra o gay, agora contra o chamado por todo mundo de gay, mas não é gay, é a bicha, a bicha extrovertida e toda cheia de coisa...", afirmou em entrevista ao canal da Antonia Fontenelle no Youtube, antes de completar:

"Ele pode tender para o namorado dele. Todo gay tem namorado. Ele é gay, tem que ter namorado. Desde o tempo de lá atrás, como o Margarida."

O Vasco volta a campo nesta quinta-feira, contra o Santos-AP, em Natal, pela estreia na Copa do Brasil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos