'Desafio' para Mattos e Leila, Borja deve fazer só dois jogos até abril

Depois de vencer a batalha com o futebol chinês por Miguel Borja, o Palmeiras terá de esperar para ver o atacante em ação. O problema não é físico, já que o reforço estava fazendo a pré-temporada com o elenco do Atlético Nacional (COL), mas a princípio ele não poderá jogar a primeira fase do Paulista. Até o mata-mata do Estadual, deve ficar à disposição só nas partidas da Libertadores.

O clube já inscreveu os 28 atletas para a disputa do Paulista, e uma mudança nesta fase só pode ser feita caso um jogador se machuque e não se recupere a tempo de voltar ao campeonato. Portanto, Tchê Tchê, que machucou o ombro e ficará cerca de um mês fora, não entra nesta categoria. Ao fim da fase de grupos, antes do início das quartas de final do Estadual, os clubes podem trocar quatro nomes da relação inicial. Borja deve entrar neste momento.

Do confronto com o Ituano, deste domingo, até a estreia do Verdão na Libertadores, serão seis jogos no Paulista, incluindo o Dérbi. O colombiano deve estar liberado para estrear no dia 8 de março, na primeira rodada da Libertadores, contra rival ainda indefinido.

Depois, ele não enfrenta o São Paulo, mas poderá jogar contra o Jorge Wilstermann (BOL), dia 15, no Allianz Parque. Na sequência, mais quatro jogos pelo Estadual até iniciar o mata-mata, dia 2 de abril. Dali para frente, Borja deve ficar disponível para todas as partidas.

Apesar de não poder usá-lo no início do Paulista, a contratação foi uma meta particular para Alexandre Mattos, que se interessava pelo jogador desde novembro. Após esbarrar na alta pedida do Atlético Nacional (COL), o fechamento da janela para a Europa e o apoio de Leila Pereira, dona da Crefisa e quem vai pagar pela transferência, reaqueceram a negociação.

A presidente da patrocinadora decidiu apoiar a briga que o diretor comprou com o rico mercado chinês por avaliar que este era um jogador que faltava para a temporada em que o Verdão convive com tanta expectativa. No fim, será da parceira que virá os 10,5 milhões de dólares (R$ 32,8 milhões) para a compra dos 70% dos direitos econômicos do colombiano de 24 anos. As empresas ainda vão participar do pagamento das luvas e do salário do atleta, que assinou por cinco temporadas.

Veja o calendário de Borja:

12/2 - Ituano - Paulista - Não pode jogar

?16/2 - São Bernardo - Paulista - Não pode jogar

19/2 - Linense - Paulista - Não pode jogar

22/2 - Corinthians - Paulista - Não pode jogar

25/2 - Ferroviária - Paulista - Não pode jogar

4 ou 5/3 - Red Bull - Paulista - Não pode jogar

8/3 - Rival a definir - Libertadores - Pode jogar

12 ou 13/3 - São Paulo - Paulista - Não pode jogar

15/3 - Jorge Wilstermann (BOL) - Libertadores - Pode jogar

?18 ou 19/3 - Santos - Paulista - Não pode jogar

22 ou 23/3 - Mirassol - Paulista - Não pode jogar

25 ou 26/3 - Osasco Audax - Paulista - Não pode jogar

29/3 - Ponte Preta - Paulista - Não pode jogar

2/4 - Início do mata-mata no Paulista

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos