'Kelvin e Gilberto merecem elogios, mas ainda é cedo para a torcida especular um eventual título'

A vitória de 2 a 0 em cima do Santos-AP, arrancou elogios de Cristóvão Borges, que se orgulhou do desempenho dos jogadores na noite desta quinta-feira. Além dos dois gols de pênalti do meia Nenê, a estreia de Gilberto e Kelvin motivou a torcida, que já confia no elenco e começa a sonhar com a taça da Copa do Brasil.

Os estreantes entraram em campo no segundo tempo e, aos 4 minutos, Kelvin, que substituiu Escudero, já mostrou potencial, quando passou bem pelo adversário e quase marcou seu primeiro gol pelo Cruz Maltino, aos 26. Após passe de Gilberto para Guilherme Costa, a jogada sobrou para Kelvin, mas ao bater de fora da área a bola foi desviada e atingiu a trave.

Ambos tiveram destaque na movimentação. Principalmente Gilberto, que conseguiu chegar com facilidade na linha de fundo, acertou tabelas e cruzamentos e deu belos dribles. Já o veterano Nenê só caiu ainda mais nas graças da torcida, depois de marcar os dois gols de pênalti da partida. Nos sete jogos desta temporada, o meia marcou cinco vezes e deu três assistências. Cristóvão Borges tem motivos para estar esperançoso com o time.

Para Mauricinho, ex-atacante do Vasco, os estreantes provaram que têm potêncial e o time vai se reestruturar bem com a chegada de Kelvin e Gilberto.

- O Kelvin é um jogador rápido, atua bem pelos lados do campo e dá bons passes. O Gilberto é um bom lateral e, pelo o que sei, se fez presente na partida de ontem. Foram duas boas contrações para o time. O Vasco tem que se reestruturar e pensar em não cair novamente. Agora o time está no caminho certo para se manter firme e Kelvin e Gilberto podem ajudar bastante.

O ex-atacante ainda afirma que, apesar de estar se mostrando um time forte, algumas peças ainda faltam para que o elenco seja estabilizado.

- Algumas peças ainda estão faltando para ficar melhor. A chegada de Luis Fabiano, por exemplo, seria boa para reforçar o time, mesmo ele já tendo uma idade que o jogador pode não render muito. Mas o Vasco está no caminho certo. Tem que aproveitar os novos jogadores que se destacaram ontem.

João Carlos Assumpção, colunista do L!, diz que os elogios são merecidos, mas deve ser lembrado que o adversário foi o Santos do Amapá.

- Gosto tanto do Kelvin, que tem um bom toque de bola com a esquerda, algo interessante para quem gosta de cair pela direita, quanto do Gilberto. Os dois se saíram bem ontem e merecem os elogios que têm recebido tanto da comissão técnica quanto da torcida. Nenê, autor dos gols, também. Mas temos que lembrar que o adversário foi o Santos do Amapá, não o Santos de Lucas Lima, Renato e Cia.

O colunista ainda acrescenta que a torcida ficou animada porque estava sofrendo com o desempenho ruim do Cruz Maltino, mas não deve depositar muitas esperanças e pensar em título tão cedo.

- A torcida até pode ter ficado animada, mas isso só mostra o quanto vinha sendo maltratada pelo pífio futebol que a equipe estava apresentando.

Uma vitória contra o Santos-AP já vira motivo para festa e para especulações sobre eventual título da Copa do Brasil e uma vaga na Libertadores do ano que vem. Menos, menos. Muito cedo para esse tipo de previsão. Muito cedo mesmo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos