Invicto, Cruzeiro visita o Tupi buscando a liderança

Com quatro vitórias em quatros jogos na temporada, o Cruzeiro vai até o estádio Radialista Mário Helênio em Juiz de Fora para enfrentar o Tupi nesse sábado às 16h30, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro.

A Raposa venceu a Chapecoense e o Atlético-MG pela Primeira Liga, e o Tricordiano e o Vila Nova-MG pelo estadual. Na 3ª posição, o Cruzeiro pode terminar a rodada na liderança caso vença. Já o Tupi ainda não venceu na competição (empatou com o América de Teófilo Otoni e perdeu para o Tombense), e busca o primeiro triunfo em 2017.

Após utilizar jogadores reservas contra o Tricordiano e a Chapecoense, Mano Menezes voltará a escalar o que tem de melhor no elenco para o duelo em Juiz de Fora. Para o treinador, a 'dor de cabeça' que o elenco com peças talentosas traz é boa para ele:

- Não vejo complicação nenhuma nisso. Só vejo coisas boas. Eu disse que faríamos isso nos primeiros 30 dias. Os jogadores devem aproveitar esse período mesmo. A gente quando faz isso não é para eles irem mal, é para irem bem, elevar o nível de disputa. A pior coisa que existe para o técnico é colocar na balança dois jogadores que produzem pouco. Me deixa satisfeito o entendimento que os jogadores têm desse momento, a dedicação. É necessário numa temporada com essa, estabelecer esse nível bem melhor. As primeiras amostragens estão boas. Não vai ser determinante esse ou aquele, mas sim aquele com a qual a equipe vai render melhor. Tem horas que vai ser com um, horas com outro.

Mesmo sem vitória, o Carijó tem uma dupla de zaga sólida, formada por Edimário e Elivelton, com somente um gol sofrido. Para Elivelton, a ausência de Edmário não deverá atrapalhar na partida contra o Cruzeiro:

- No começo do ano, quando cheguei, treinei algumas semanas com o Fernando. Está treinando bem, é um cara que tem capacidade de jogar. Se o Edmário não tiver condições, ele estará bem preparado para fazer um bom jogo. Não tem diferença, nos treinos a gente conversa muito para corrigir os defeitos, então isso não atrapalha.

No histórico, o Cruzeiro leva grande vantagem com 35 vitórias em 48 partidas. O Tupi tem apenas dois triunfos na história, e o último foi em 2010 também no estádio Radialista Mário Heleno.

Provável Tupi-MG: Gideão; Euller, Elivelton, Fernando e Bruno Santos; Bonilha, Marcel, Juninho, Carlos Júnior e Caça-Rato; Matheus Pato. Técnico: Éder Bastos

Provável Cruzeiro: ?Rafael; Ezequiel, Murilo Cerqueira, Léo e Diogo Barbosa; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Arrascaeta e Alisson; Rafael Sobis. Técnico: Mano Menezes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos