Paulo Nobre vota em eleição do Conselho e é aplaudido no Palmeiras

Paulo Nobre foi aplaudido por sócios do Palmeiras ao aparecer no clube para votar na eleição dos novos conselheiros. Desde que deixou o cargo, o ex-presidente não tem participado da gestão e praticamente não faz aparições para o público.

O maior motivo do afastamento é a proximidade de Maurício Galiotte, que era aliado político e foi vice-presidente de Nobre durante seus dois mandatos, e Leila Pereira, dona da Crefisa. Nobre tentou impugnar a candidatura da empresária a uma vaga no Conselho, mas ela acabou eleita com votação recorde neste sábado - é possível que o atual Conselho ainda seja chamado para avaliar a questão, mas a tendência é de que ela possa assumir a cadeira.

Galiotte também reaproximou o clube das organizadas, com quem Nobre não mantinha diálogo. Miguel Borja chegou ao Brasil na manhã deste sábado escoltado por membros da Mancha Alviverde e vestiu camisa e boné da torcida, cenário inimaginável com o mandatário anterior.

Paulo Nobre foi presidente do Palmeiras entre 2013 e 2016. Sua gestão ficou marcada pelos atritos com Leila, Mancha e WTorre, mas principalmente pela reestruturação financeira do clube, o que culminou também na reestruturação de outras áreas. O futebol, claro é um dos maiores exemplos: Nobre recebeu o clube na Série B e o entregou campeão brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos