Jogadores do Santos fazem silêncio em protesto por saída de gerente

A zona mista do jogo deste domingo foi um pouco diferente, isso porque os jogadores se silenciaram na saída do gramado e não deram declaração para a imprensa por protesto à demissão do gerente de futebol Sergio Dimas, que estava na função desde 2015.

Muito querido pelos atletas e comissão, Dimas tinha o papel de cuidar da logística dos jogos fora de casa e até de auxiliar o superintendente Dagoberto dos Santos.

Dorival foi questionado sobre a reivindicação dos jogadores, mas se negou a falar sobre o caso.

- É um assunto interno, que será tratado assim. Tenho que responder pela partida. E todos viram que equipe não se viu concentrada adequadamente.

O dirigente era um dos representantes da cúpula para a comissão técnica e principalmente para o elenco, com quem tinha boa relação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos