Eduardo Bandeira critica postura tomada pelo presidente do Botafogo

A briga entre Flamengo e Botafogo parece está cada vez mais longe do fim. Na tarde desta segunda-feira, ambos os presidentes falaram ao programa Bate-Bola da ESPN. O mandatário do rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, criticou a decisão do presidente Alvinegro, Carlos Eduardo Pereira, de proibir o rival de atuar no estádio Nilton Santos.

- O que eu posso dizer é lamentar, que em um momento como esse tomem essas atitudes que acirram os ânimos e incitam a violência. Cada um toma a decisão que achar melhor, não tem nenhuma conotação de confronto com outros clubes, nós respeitamos todas as opiniões. Esse momento não é pra ficar de picuinha, criancice e clubismo. - Comentou Eduardo Bandeira

No clássico do último domingo, um torcedor foi morto e outros ficaram feridos durante uma briga entre as torcidas antes da bola rolar. O Vice executivo do Botafogo ainda tentou adiar a partida por conta da falta de segurança, fato que não ocorreu. De acordo com presidente Bandeira, o GEPE garantiu que a partida iria ocorrer normalmente, o mandatário ainda acredita que se cancelassem a partida seria pior.

- O mando de campo era do Botafogo, única coisa que o Flamengo fez foi participar de uma reunião operacional que acontece antes de todos os jogos. O GEPE falou que o jogo iria ocorrer normalmente. Acho que a pior solução possível era cancelar o jogo, acho que teríamos milhares de pessoas fora do estádio em situações de perigo. Eu não sou especialista em segurança, acredito que o comando do GEPE deve ter levado isso em consideração. - Afirmou o presidente rubro-negro

Questionado sobre as declarações feitas pelo Flamengo no Twitter, o presidente do clube falou que fará de tudo para minimizar esse problema, que a postagem em nenhum momento fez alusão ao torcedor que faleceu na tragédia e criticou a postura de Botafogo e Vasco.

- Eu vou fazer o que for possível para minimizar esses problemas. Ele (quem fez a postagem) foi infeliz, mas em nenhum momento foi em alusão ao torcedor que tinha morrido. Foi em relação a partida, por ter sido um jogo disputado. O estranho foi a participação do outro lado. Até o Vasco da Gama se manifestando, se pudermos voltaríamos atrás, vamos fazer o reconhecimento. - Finalizou o dirigente rubro-negro.

A briga entre torcidas resultou na morte do torcedor alvinegro Diego Silva dos Santos, de 28 anos. Um carro com membros de uma organizada do Flamengo passou atirando contra torcedores do Botafogo, segundo a Polícia Militar. Outras sete teriam ficado feridas, sendo encaminhadas para o hospital.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos