Santos tenta resolver problemas extracampo antes de clássico

A preparação do Santos para encarar o São Paulo, na quarta-feira, às 21h45, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Paulistão, vai muito além dos treinos do técnico Dorival Júnior. Antes de a bola rolar, diretoria e jogadores têm pendências.

Isto porque após a vitória sobre o Red Bull, no último domingo, os atletas decidiram, ainda em campo, não dar entrevistas. A decisão seria um protesto à demissão do ex-gerente de futebol Sergio Dimas.

O incidente irritou a direção do Santos, que já havia conversado com o grupo na sexta-feira. No entanto, a decisão não foi bem digerida por Dorival e pelos atletas, que contestaram a demissão e não concordaram com as explicações dadas.

Nos bastidores, pessoas ligadas ao presidente Modesto Roma Júnior apontaram falhas do ex-dirigente relacionadas à inscrição na Libertadores, o que foi desmentido pelo clube. A justificativa dada aos atletas foram referentes ao desentendimento entre o profissional e a cúpula santista em questões referentes à logística, uma das áreas de atuação de Dimas, além de fatores políticos.

Gerente desde 2015, após a saída de André Zanotta, atualmente no Sport, Dimas começou no time alvinegro durante a gestão de Odílio Rodrigues, o que não era de agrado de todos os apoiadores da atual gestão. A demissão, na sexta-feira, só aconteceu após aprovação do Comitê de Gestão.

Dimas era querido pelos jogadores do Santos, que promoveram uma reunião logo após o treino de sexta-feira. Um dos fatores que causou revolta no grupo foi a possibilidade da política ter influenciado na decisão, já que em dezembro haverá nova eleição presidencial.

Além disso, o Santos já procura outro profissional para a função e busca um nome conhecido no mercado.

Outro assunto da reunião entre diretoria e elenco será o atraso na volta do intervalo durante as partidas. Na súmula do jogo com o Red Bull, o árbitro Rafael Gomes Félix da Silva relatou atraso no início do primeiro tempo e também do segundo, o que é passível de multa para o clube. Segundo dirigentes, isso foi recorrente no ano passado e deve ser evitado em 2017.

O Santos se reapresenta no CT Rei Pelé na tarde desta segunda-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos