Com festa da torcida, Ederson brilha e Benfica derrota Dortmund

Na primeira partida das oitavas de final, o Benfica-POR recebeu o Borussia Dortmund-ALE no Estádio da Luz lotado em Lisboa (POR). Sem Jonas, as Águias portuguesas adotaram uma postura mais defensiva durante maior parte da partida e mesmo assim conseguiram a vitória por 1 a 0, gol de Mitroglou. O goleiro brasileiro Ederson teve uma noite brilhante e garantiu o triunfo, pegando até pênalti. No jogo da volta, em Dortmund (ALE), no dia oito de março, o Benfica joga pelo empate com gols para avançar às quartas de final da Liga dos Campeões.

O Jogo

Mesmo sem o artilheiro Jonas, o Benfica começou melhor e teve a primeira chance quando Salvio deixou Sokratis no chão, mas chutou para fora. Depois veio a resposta do Dortmund, em um bolão enfiado por Dembelé para Aubameyang que, na cara de Ederson, chutou para fora perdendo grande chance. Melhor na partida, o Borussia teve nova chance quando Raphäel Guerreiro avançou pela esquerda, cruzou para Dembelé chutar mas Lindelöf salvou os donos da casa. Quando o ritmo diminuiu, o Dortmund chegou pela última vez na primeira etapa: Fejsa tentou garantir o tiro de meta, falhou, Guerreiro aproveitou e cruzou para o meio da área mas Aubameyang não alcançou.

Assim como na primeira etapa, o Benfica começou pressionando no segundo tempo, e foi premiado. Após cobrança de escanteio, Luisão subiu sozinho e Mitroglou aproveitou para abrir o placar em Lisboa, 1 a 0. Na resposta, Aubameyang novamente recebeu cara a cara com Ederson, e mais uma vez chutou por cima do gol, para desespero de Tuchel. Depois, foi a vez de Reus emendar de primeira e forçar uma defesa de Ederson. O goleiro brasileiro continuou trabalhando e salvou a finalização de Piszczek com as pontas dos dedos.

A pressão surtiu efeito. Fejsa foi tenta cortar mas com o braço levantado e Rizzoli marcou a penalidade máxima. Na cobrança, Aubameyang bateu mal, no meio do gol, e Ederson defendeu. Mesmo com o pênalti desperdiçado, os alemães seguiram melhor e quase Sokratis empatou após cobrança de falta de Guerreiro. Buscando segurar o resultado, Rui Vitória fez as mexidas para dar novo gás na busca pelo contra-ataque, enquanto Tuchel assitiu a equipe pressionar e não marcar o gol de empate sem mexer na equipe.

Após mexer na equipe, Tuchel viu o Dortmund chegar novamente após finalização de Pulisic, Jiménez desviou contra e Ederson fez mais um milagre, sendo ovacionado no Estádio da Luz. Precisando do gol, o Borussia se lançou ao ataque nos últimos minutos e se viu perdido na organização, sem conseguir levar mais perigo ao gol do goleiro brasileiro. Mesmo assim, o duelo ainda está aberto e será decidido na Alemanha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos