Promovido em ano de última vitória do rival, passado motiva Vladimir

Vladimir é o substituto de Vanderlei e seu passado o motiva a fazer a melhor apresentação possível no clássico desta quarta-feira, contra o São Paulo, às 21h45, na Vila Belmiro. O camisa 1 foi afastado por conta da cirurgia no dedo anelar da mão esquerda.

Apesar de já ter atuado neste ano, o camisa 12 retorna ao passado e lembra do momento em que sua vida mudou.

- Em 2009 eu já estava treinando em um elenco profissional. Foi um momento da minha vida em que tudo se direcionou. Eu subi para o profissional, aqui tinham quatro goleiros, voltei para a base, era meu último ano como "júnior". Fui emprestado para o Fortaleza, mas retornei no início de 2010. De lá para cá, foram só vitórias - diz em entrevista coletiva realizada no CT Rei Pelé.

O Menino da Vila também conta sobre o melhor ano que teve no Santos, em 2015. O arqueiro teve a maior sequência de jogos depois do jogos contra o Corinthians, no Campeonato Paulista. Porém, é hora de esquecer o passado e focar em 2017, que aposta como ano promissor.

- Se trata de um clássico e merece todo tipo de atenção. Eu não posso ficar muito preocupado (com o São Paulo) porque é nosso estilo jogar para frente. Nós atrás tentamos deixar tudo organizado para não sofrermos contra-ataques e sermos surpreendidos. Vai ser um belo jogo e espero que seja um grande clássico - explica

Vladimir atuou quatro vezes como titular em 2016 - no empate, em 1 a 1, com o Santos-AP e nas vitórias diante do Galvez e Atlético-MG. O goleiro ainda jogou por dez minutos na derrota, por 1 a 0, para o América-MG.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos