Pratto marca, mas São Paulo erra muito e só empata com Mirassol

Foram necessários apenas nove minutos para Lucas Pratto apresentar seu cartão de visitas ao torcedor do São Paulo neste sábado e abrir o placar em um Morumbi empolgado contra o Mirassol. Parecia que seria uma noite de festa, mas do outro lado havia um adversário qualificado, que se aproveitou do abuso de erros dos donos da casa para sorrir no fim. O empate de 2 a 2 mantém o Mirassol invicto no Campeonato Paulista e freia uma arrancada do Tricolor, que vinha embalado após três vitórias seguidas, a última primorosa no clássico contra o Santos.

O São Paulo errou na frente, ao desperdiçar valiosas chances de matar o jogo depois de abrir 2 a 0 e errou atrás, nos dois gols do Mirassol. No primeiro, Maicon, que havia esbanjado categoria para cruzar para Rodrigo Caio marcar, abusou dessa mesma categoria para entregar o gol a Rafhael Lucas. Até aí, tudo bem, pois o São Paulo continuava na frente. Mas, já nos acréscimos, Bruno, que acabara de salvar um erro de Sidão na saída de bola, deixou Xuxa cabecear para dar números finais à partida.

Um empate com sabor indigesto para quem estava com fome de vitória após três consecutivas e tinha um Pratto principal à mesa. Um resultado fruto de excesso de erros aliado a um adversário difícil. Coisas de time em formação, que apresenta muitas coisas boas, mas que precisa estar ciente de que ainda há muito trabalho a fazer.

Luiz Araújo é um exemplo. Depois de brilhar com dois gols no clássico, o atacante voltou a apresentar os erros nas tomadas de decisões. Poderia ter matado o jogo, assim como Thiago Mendes, pelo mesmo problema. Eles entraram cara a cara com o goleiro, mas não foram felizes nas finalizações.

O Mirassol, que não tem nada com isso, aproveitou para incomodar e festejou no fim como se tivesse conquistado uma vitória. E, pelo que o time vem apresentando no campeonato, foi. A equipe do interior ainda complicará outros adversários.

Ao São Paulo, ficam as lições, e a alegria da estreia com gol do novo homem gol. A torcida mata a saudade de um autêntico camisa 9, que começou bem. Quem sabe, com o tempo, e o trabalho mais amadurecido, os gols do argentino possam ser mais decisivos.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 2 MIRASSOL

Local: Morumbi, São Paulo (SP)

Data-Hora: 18/2/2017 - 19h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho

Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Evandro de Melo Lima

Público/renda: 43.961 pagantes/R$ 1.178.846,00

Cartões amarelos: Bruno, Junior Tavares, Luiz Araújo e Rodrigo Caio (SAO), Zé Roberto (MIR)

Cartões vermelhos: -

Gols: Pratto (8'/1ºT) (1-0), Rodrigo Caio (7'/2ºT) (2-0), Rafhael Lucas (30'/2ºT) (2-1), Xuxa (46'/2ºT) (2-2)

SÃO PAULO: Sidão; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero (Buffarini, aos 11'/2ºT), Cueva (Lucas Fernandes, aos 28'/2ºT), Luiz Araújo (Neilton, aos 22'/2ºT) e Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

MIRASSOL: Vagner; Tony, Wallace, Edson Silva e Raul; Paulinho (Ricardinho, aos 29'/2ºT), Willian, Xuxa e Welinton Junior (Bruno Sávio, aos 35'/2ºT); Rodolfo e Zé Roberto (Rafhael Lucas, aos 29'/2ºT). Técnico: Moisés Egert.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos