Maicon começa o ano com falhas no São Paulo; já Rodrigo Caio está em alta

  • Rubens Chiri / saopaulofc.net

Enquanto Rodrigo Caio vive a melhor fase da carreira, sendo convocado por Tite para a seleção brasileira, o experiente Maicon começa o ano abaixo daquele zagueiro que encantou a torcida são-paulina logo de cara. Contra o Mirassol, no último sábado, Maicon falhou em um dos gols. Algo que já tinha acontecido contra o Osasco Audax, na estreia no Campeonato Paulista.

O erro do capitão no último sábado contribuiu para o São Paulo deixar de vencer em casa, diante de mais de 40 mil pessoas no Morumbi. E incomodou o técnico Rogério Ceni pela forma como foi. Maicon usou de excesso de preciosismo ao sair jogando e entregou a bola nos pés do atacante Rafhael Lucas. A técnica apurada é uma das características do zagueiro, que gosta de usar com frequência a habilidade para driblar os atacantes. Mas às vezes excede, na avaliação interna.

Contra o Audax, Maicon não falhou sozinho. O sistema defensivo sofreu com o time de Fernando Diniz, que quebrava as linhas do São Paulo desde seu campo de defesa.

Fato é que as atuações do zagueiro neste início de ano pouco lembram as do primeiro semestre do ano passado, quando mostrou muita garra, técnica e liderança.

A situação de Maicon não preocupa a comissão técnica, que confia no zagueiro, e ele não corre risco de perder o lugar no time. Mas os erros incomodaram o próprio capitão.

"Errar ao sair jogando é uma coisa. Mas abusar e fazer um lance que você não deve é totalmente diferente, não podemos vacilar dessa maneira. O certo era afastar a bola mas fiz a coisa errada e prejudiquei a minha equipe. Agora é bola para frente, assumo toda a responsabilidade, não tenho nenhum receio quanto a isso e tenho força para recuperar e pode ter certeza que no próximo jogo vou recuperar", afirmou Maicon, após o erro contra o Mirassol.

A torcida espera pela volta do "God of zaga" (Deus da zaga), apelido que recebeu dos são-paulinos.

Rodrigo Caio em alta

Por sua vez, Rodrigo Caio está em alta no São Paulo. Formado na base do São Paulo e com 22 anos, Rodrigo Caio discute com a diretoria uma remuneração maior, já que tem um salário considerado defasado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos