Triste! Na Sérvia, meia brasileiro é vítima de racismo e sai em prantos

Mais um triste e lamentável episódio de racismo assolou o futebol. O novo caso, que envolve um jogador brasileiro, ocorreu no clássico entre Rad e Partizan, dois times de Belgrado, realizado no último domingo, na Sérvia. A vítima atende por Éverton Luiz.

O meia do Partizan, que jogava fora de casa, teve que ouvir insultos da torcida do Rad. Até macacos foram imitados nas arquibancadas. No fim, vitória da equipe de Éverton, pelo placar de 1 a 0, que acabou por ficar em segundo plano.

Após o jogo, revoltado com as ofensas, Éverton Luiz mostrou o dedo do meio em direção aos criminosos. Com isso, alguns jogadores do Rad, que, no momento, não entenderam a revolta do brazuca, foram para cima dele.

Passado o entrevero, Everton Luiz foi visto em prantos na saída do gramado. Em choque, o jogador ex-CRB e Criciúma teve que ser consolado por companheiros de time.

- Eles me xingaram durante todo o jogo, imitando macaco. Fiquei muito bravo depois do jogo, ainda mais com os jogadores do Rad, que não pediram para eles pararem com aquilo. Foi a primeira vez que sofri racismo aqui (Sérvia), mas foi muito triste o que aconteceu - disse Éverton em entrevista ao programa "Redação SporTV".

- Condenamos fortemente os autores deste ato insensato, que não só é racista, mas é também um ato de ódio contra o Partizan e todos os cidadãos da Sérvia. Estamos confiantes de que Rad não está de forma alguma relacionado com as cenas desagradáveis e acreditamos que este evento vergonhoso não vai estragar o nosso esporte e nossa amizade - comunica o Partizan, via nota oficial.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos