Santos faz limpa na base e dispensa mais de um time de jovens do sub-20

  • Daniel Vorley/AGIF

Os maus resultados da última temporada levaram o comando da base do Santos a dispensar mais de um time de jovens jogadores nos últimos dias. A limpa do elenco começou na última sexta-feira, com uma reunião entre os próprios atletas e o novo técnico da categoria sub-20, Aarão Alves. Ao todo, 15 jogadores que ficariam à disposição do elenco de juniores em 2017 foram liberados para procurar novos rumos. A direção das categorias inferiores já procurou os agentes dos meninos para avisar que está aberta a realizar acordos, mas boa parte dos representantes se sentiu desrespeitada com a condução das conversas.

"O treinador simplesmente informou que alguns jogadores, entre 10 e 15, não fariam parte do elenco. É normal você não querer usar, uma decisão própria do clube, mas eles não se sentaram com ninguém. E a parte psicológica do menino? Eles não estão lidando com números, com robôs. São jovens", reclama o empresário de um dos meninos, que não quis se identificar.

Os 15 jogadores dispensados do sub-20 do Santos ainda não têm acordos referentes à rescisão contratual e seguirão em atividade no CT Rei Pelé. A única diferença é que treinarão em horários separados, mas os trabalhos continuarão sendo comandados pela comissão técnica do time júnior, quem é alojado poderá continuar nas dependências do clube até conseguir um novo lugar e as refeições seguirão sendo realizadas normalmente.

São três zagueiros (Renan Montanha, Fernando Zanon e Ynaiã), dois laterais (Arthur Bote e Gleison), dois volantes (Igor e Daniel), três meias (Higor, Vitor Gabriel e Ton Ton) e dois atacantes (Léo Souza e Mateus). Duas fontes ainda mencionaram o nome "Alison" entre os liberados, mas este jogador não foi identificado.

Há algumas possibilidades de futuro para os ex-Meninos da Vila: realocação dentro do próprio clube na categoria sub-23, em análise que dependerá da comissão técnica do time B, rescisão contratual ou empréstimos. A questão é que há jogadores com vínculos longos entre os dispensados, o que pode complicar e encarecer o processo de liberação.

"Não temos pressa. O Fernando tem contrato até maio de 2018. Ele tem seis anos de Santos, está desde o sub-13, sempre jogando, então vamos esperar algo que seja bom para ele", diz Agenor Zanon, pai do zagueiro Fernando Zanon, um dos liberados pelo Peixe.

Em contato com a reportagem do L!, o técnico Aarão Alves informou que o Peixe decidiu fechar o elenco com 28 atletas, fazendo com que ele tivesse que escolher quem será aproveitado ou não.

Nos últimos três anos, o Santos sofreu eliminações precoces na Copa São Paulo, sendo todas na primeira fase da competição.

Confira um breve perfil dos jogadores dispensados pelo Santos na última semana:

Renan Montanha - Foi comprado do ABC-RN ano passado, após indicação do técnico Geninho. Atuou em boa parte da temporada passada e também na Copa São Paulo de Juniores deste ano. Tem contrato até 2012 e deve ser reaproveitado no Santos B.

Fernando Zanon - Foi titular do Santos do sub-13 ao sub-17, mas sofreu com lesões quando chegou ao time júnior. Chegou a operar uma hérnia no ano passado e pouco foi utilizado.

Ynaiã - Já atuou como lateral-direito e zagueiro e está no Santos desde 2013, com contrato até 2019 que deve ser rescindido. Jogador tem outras ofertas.

Arthur Bote - Garoto conhecido por ter atuado bem em treinos contra Neymar em 2012 foi titular na última Copa São Paulo, mas não ficará. Tem 20 anos e contrato até setembro.

Gleison - Aos 19 anos, foi inscrito na última Copinha, mas pouco jogou. Tem contrato até outubro.

Higor - Jogou quase todas do sub-20 no ano passado, mas nesta temporada perdeu espaço. Tem contrato só até julho.

Daniel - Tem um irmão gêmeo que não foi dispensado no time do Santos. Tem contrato até abril de 2018.

Higor - Atuou em dois jogos da Copa São Paulo, mas não convenceu. Tem contrato até agosto de 2019.

Vitor Gabriel - Era tratado como alta aposta nas categorias de base do Santos, mas não deu sequência à evolução no sub-20. Duas Copinhas no currículo e vínculo até setembro de 2019.

Ton Ton - Observado em ação na Copa São Paulo de 2016, pelo Primavera, foi captado pelo Santos no mesmo ano e titular ao longo de toda a temporada. Tem contrato até o fim de 2017.

Léo Souza - Dispensa entre as mais estranhas da lista do Santos. É o maior artilheiro da geração, já treinou com o time principal e vinha sendo artilheiro. Tem contrato até dezembro deste ano e pode ser realocado no Santos B.

Matheus - Poucas partidas pelo sub-20 do Santos. Tem contrato até maio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos