Santos tem outra atuação apagada e empata com o Ituano fora de casa

A pressão aumenta, mas parece não surtir efeito. Pelo terceiro jogo seguido o Santos teve uma atuação apagada e parou na retranca do Ituano, no estádio Novelli Júnior. Desta vez, o Peixe se livrou de uma derrota e levou um ponto para a casa com um placar sem gols. Na bagagem, também leva para a Vila Belmiro a obrigação de se recuperar no sábado de Carnaval, em casa, contra o Botafogo-SP.

Em campo, a maior dificuldade do Alvinegro era a marcação no meio. O técnico Tarcísio Pugliesi não tinha atacantes de origem no Galo de Itu e povoou o meio de campo, retardando a troca de passes do Peixe, que também não encontrou espaços nas alas, espaço onde Victor Ferraz e Zeca costumam aparecer.

Logo no início, Dorival Júnior perdeu Léo Cittadini, que substituía Lucas Lima, por causa uma pancada no joelho direito. A alternativa para o técnico do Santos foi mudar Vitor Bueno para o meio, para armar as jogadas, e colocar Thiago Ribeiro pelo lado direito do ataque.

Ainda no fim da primeira etapa o Peixe alcançou 64% da posse de bola e até chegou na área do Ituano, mas nunca com uma chance clara.

Kayke, que atuou na vaga de Ricardo Oliveira, poupado, pouco recebeu a bola e, quando teve a chance, nunca estava de frente para o gol.

O goleiro Vladimir foi bastante exigido, principalmente no segundo tempo, quando Morato ficou cara a cara, mas parou no camisa 12.

Quando reagia, o Alvinegro não conseguia trabalhar a bola na vertical, recuava e aumentava ainda mais o tempo com a bola nos pés, mas sem incomodar o sistema defensivo do time da casa. A oportunidade mais clara do Peixe foi com Copete, de cabeça, após lançamento de Thiago Ribeiro, mas o goleiro Fabio fez a defesa sem qualquer problema.

Aflito, Dorival ficou durante a maior parte do tempo de pé na área técnica e sempre dando instruções, mas só mexeu na equipe no fim da segunda etapa, com exceção da alteração obrigatória com Cittadini.

Com o passar do tempo, os santistas perderam a paciência. Se antes queriam trabalhar a bola no chão, perto do fim as linhas já estavam avançadas e tentando roubar a bola a qualquer custo. Ainda assim, os passes custavam a chegar no destino certo. Há três jogos sem vencer, o Peixe chega ao Carnaval com ressaca moral e sem clima de folia.

FICHA TÉCNICA

ITUANO 0 X 0 SANTOS

Local: Novelli Júnior, em Itu (SP)

Data/Hora: 21 de fevereiro de 2017, às 21h30

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira

Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Alberto Poletto Masseira

Cartões amarelos: Claudinho, Mateus (ITU); Lucas Veríssimo, Leandro Donizete (SAN)

Público/Renda: 3.564 presentes/ R$ 153.120

Gol: -

ITUANO: Fábio; Arnaldo, Mateus, Lima e Peri; Walfrido, Simião, Igor e Guilherme (Romarinho, aos 6'/1T); Morato (Bassani, aos 39'/2T) e Claudinho (Lucas Crispim, aos 8'/2T). Técnico: Tarcisio Pugliese.

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Thiago Maia,

Leandro Donizete e Léo Cittadini (Thiago Ribeiro, aos 22'/1T); Vitor Bueno, Copete e Kayke (Bruno Henrique, aos 36'/2T). Técnico: Dorival Júnior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos