Veja alguns exemplos de competições que já testaram transmissão online

O clássico entre Atlético-PR e Coritiba, marcado para acontecer neste último domingo, teve seu início impedido pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). Alegando problemas de credenciamento, a entidade não permitiu a transmissão da partida, que seria disponibilizada online pelos canais de ambos os clubes no YouTube. Sem acerto, o jogo acabou não acontecendo.

Se neste caso, a transmissão online foi vetada, podemos encontrar alguns exemplos que permitem as transmissões esportivas sendo realizadas através de redes sociais. Confira abaixo:

COPA DO REI: Em 2015, a transmissão da Copa da Espanha passou a ser viabilizada online, sendo transmitida para 17 países, incluindo o Brasil. A primeira partida exibida foi o duelo entre Barcelona e Villanovense. O acesso, no entanto, não foi gratuito. Estima-se que na Europa, o Google cobra o valor de cinco euros por partida ou 20 euros por todo o torneio. A parceria foi fechada entre o Youtube, a Liga Espanhola e a MediaPro, empresa responsável pela comercialização dos direitos de transmissão do grupo.

LIGA MX: O Facebook também entrou forte no mercado e anunciou a parceria com a Univision Communications para transmitir 46 jogos da Liga MX, que é principal campeonato no México. As transmissões acontecerão ao vivo na página da Univision em inglês. Estima-se que o canal tenha mais de 5 milhões de assinantes.

FUTEBOL AMERICANO: O Twitter também fechou uma grande parceria. Desta vez, com a liga de futebol americano (NFL). A rede social passou a transmitir gratuitamente alguns jogos das emissoras CBS e NBC, via streaming, nas quintas-feiras, conhecidas como Thursday Night Football. Além da transmissão das partidas, a parceria entre o Twitter e a liga inclui flashes dos jogos e imagens do pré-jogo, que serão mostrados através do aplicativo Periscope.

INGLATERRA: A Premier League é transmitida pela Sky Sports e pela BT Sport. Diferente dos exemplos acima, os dois canais têm os direitos de transmissão do campeonato no Reino Unido e pagam juntas ? 3,79 bilhões. Os direitos de TV para o exterior ultrapassam o valor de ? 2,8 bilhões. Um dos fatores que torna o campeonato tão forte é divisão das cotas de TV, que permitem até mesmo aos últimos colocados receberem uma boa quantia. Justamente pelos valores dos contratos televisivos, não há transmissões gratuitas em plataformas online.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos