Dorival minimiza pressão no Santos e banca mudança de postura

As duas derrotas e um empate não abalaram o técnico santista Dorival Júnior. Apesar de estar descontente com os resultados, o treinador minimiza as críticas usando o nível de atuação do time como argumento. Para ele, o Peixe não jogou mal diante de São Paulo, Ferroviária e Ituano. No empate da última terça-feira, o comandante colocou apenas o último passe como defeito.

Questionado se a pressão decorrente das derrotas atrapalhou o Santos, Dorival descarta a hipótese e lembra dos momentos de vitória para detalhar o clima no vestiário.

- Fato natural. Quem joga no Santos vive sob pressão, mesmo ganhando. É a quinta partida. Não vejo uma equipe jogando em ótimo nível no país. Algumas fizeram resultados melhores, sim, mas na grande maioria, é esse tipo de jogo. Até que encontremos o melhor caminho, tanto taticamente, como fisicamente. Ai as coisas melhorarão taticamente. São resultados que tem peso, mas não podem ser diferencial. Convivemos com resultados positivos e negativos e temos que manter equilíbrio. Já foi um passo esse resultado, porém, ainda é pouco e temos condições de melhorar.

Turbulência não existe. Convivemos com harmonia no CT. Buscando melhorar, resultados. São situações que muito do que acontece ali, a diretoria sempre abraçou a equipe. Não sinto essa pressão que se fala. Cobrança vai existir. A torcida do Santos está mal acostumada em razão dos bons resultados na VIia Belmiro por longo tempo e natural que uma derrota ou outra ocasione nisso - detalhou em entrevista coletiva após sair de Itu sem gols marcados.

A respeito do estilo de jogo do Santos em 2017, pouco diferente em relação ao da temporada passada, devido ao fato de explorar mais os laterais por dentro, usar volantes para auxiliar na saída de bola, entre outros pontos, Dorival Júnior é taxativo: não vai mudar por conta dos resultados recentes.

- Essa mudança de postura leva tempo. Vai ser encontrada no campeonato. É uma convicção minha, não vai mudar - pontuou.

Dorival ainda não pôde contar com Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira na partida contra o Ituano, pois recuperam a forma física após passarem pelo departamento médico. Vanderlei segue em tratamento após cirurgia na mão esquerda.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos