Santos e colombianos travam batalha, e Hernández fica sem jogar

  • Divulgação/SantosFC

Vladimir Hernández foi apresentado no Santos há quase um mês e segue sem um prazo para estrear em uma partida oficial. Isto acontece devido à batalha que o Peixe e o Junior Barranquilla, seu ex-clube, travam nos bastidores, fazendo com que o atacante não possa ser inscrito.

O Peixe pagou a primeira parcela da compra, mas os colombianos exigem garantias bancárias para o caso do Alvinegro não quitar as próximas parcelas, como aconteceu na negociação com o Atlético Nacional para ter Copete.

O Santos, por outro lado, alega que o pagamento da primeira parcela é o suficiente para concretizar o acordo e irá notificar o clube para que o TMS, documento necessário para regularização, seja enviado. Caso contrário, tentará uma solução na Fifa.

A segunda parcela da compra de Vladimir Hernández vence em abril deste ano. No total, o Peixe terá que desembolsar cerca de R$ 3 milhões.

Contatado pela reportagem, um dos dirigentes do clube colombiano, Héctor Fábio Baez, não respondeu. O departamento jurídico do Santos informa que já fez o expediente necessário.

Vladimir Hernández se apresentou no CT Rei Pelé no dia 11 de janeiro e treina com bola desde o primeiro dia. Ele só participou do amistoso com o Kenitra e fez um gol de bicicleta.

A contratação do atacante foi acertada ainda em 2016, a primeira para a atual temporada.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos