A intensa repercussão da queda de Ranieri, alijado do Leicester

Nove meses após conquistar o inédito e epopeico título inglês, Claudio Ranieri foi demitido do Leicester. O anúncio da última quinta-feira, apesar da fase turbulenta dos Foxes na Premier League, deixou o mundo da bola em choque.

Não foram poucas as personalidades do esporte que se manifestaram contra a atitude da direção do Leicester, que argumentou, na despedida, "precisar colocar os interesses do clube à frente dos sentimentos pessoais".

Crítico na chegada de Ranieri ao King Power Stadium, Gary Lineker, por exemplo, mostrou que está indignado com o adeus do comandante italiano de 65 anos. E manifestou-se em sua conta no Twitter.

- Ranieri despedido? É sério? Demitir agora é algo inexplicável, imponderável e triste. Obrigado por tudo, Claudio - postou o ex-jogador, ícone do futebol na Terra da Rainha.

Por falar em ícone, um renomado companheiro de Ranieri, em tom de incredulidade e ironia, também prestou apoio. Trata-se de José Mourinho, técnico do Manchester United, que usou o Instagram para homenageá-lo.

- Campeão da Inglaterra e técnico do ano da Fifa demitido. Este é o novo futebol, Claudio. Continue sorrindo, amico. Ninguém pode deletar a história que você escreveu - postou Mourinho, fazendo alusão a algo já comum Brasil afora: a corriqueira queda de treinadores.

Espirituoso assim como Ranieri, Jürgen Klopp, do Liverpool, foi mais um técnico a nadar contra a maré em relação ao Leicester. O alemão chegou a fazer referências ao plebiscito que decidiu tirar o Reino Unido da União Europeia e às eleições recente nos Estados Unidos

- Se estou surpreso que coisas como essas podem acontecer? Não. E não é só no futebol. Houveram algumas decisões estranhas em 2016/17, Brexit, Trump e Ranieri - disse Klopp.

O time de Jürgen Klopp, aliás, é o próximo adversário dos Foxes, que serão comandados interinamente por Mike Stowell e Craig Shakespeare. As equipes se enfrentam nesta segunda-feira, pela 26ª rodada do Inglês.

JORNAIS DESTACAM A QUEDA

Pela proporção que tomou a demissão de Claudio Ranieri, que estava no Leicester desde a temporada 2015/16, os jornais internacionais ecoam com destaque o assunto - como não poderia ser diferente.

?O jornal italiano "La Gazzetta dello Sport" traz Ranieri em seu espaço nobre na capa. Como manchete, optou pela contundente frase: "Ingleses ingratos".

Na Inglaterra, os principais diários também enfatizam o ocorrido na equipe do Condado de Leicestershire. O núcleo de esportes do conceituado "The Guardian" traz uma reportagem especial sobre o treinador, frisando a queda precoce, até pelas Raposas ainda estarem vivas na Liga dos Campeões - onde perderam na ida das oitavas de final (2 a 1) para o Sevilla, fora de casa.

SITUAÇÃO NO INGLÊS

Depois de uma temporada inacreditável, o Leicester vive um verdadeiro pesadelo. O time é apenas o 17º colocado no Campeonato Inglês, com 21 pontos, um a mais que o Hull City, o 18º. O feito no último ano rendeu a ele o prêmio de melhor técnico do ano pela Fifa no dia 9 de janeiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos