Atuações: Vitor Bueno e Longuine comandam vitória e são os destaques

Com dois gols no segundo tempo, Vitor Bueno e Rafael Longuine se aproveitaram de falhas de Neneca e Samuel Xavier, respectivamente, e garantiram a vitória do Santos sobre o Botafogo-SP, na Vila. A dupla santista foi o destaque do triunfo. Confira as atuações das duas equipes:

ATUAÇÕES SANTOS:

6,5

Vladimir

Foi pouco exigido, mas mostrou segurança nas vezes em que o Botafogo finalizou a gol. No mais, fez o simples nas reposições de bola.

5,5

Vitor Ferraz

Não teve sucesso quando atuou mais pelo meio e foi poucas vezes à linha de fundo. Perdeu disputas na marcação, mas não comprometeu.

5,0

Yuri

Mais uma vez improvisado na zaga, esteve bem posicionado, mas pecou justamente em seu ponto forte: a saída de bola. Errou lançamentos.

5,0

Lucas Veríssimo

Garoto foi ainda pior do que Yuri na saída para o ataque, errando passes e lançamentos. Zagueiro também exagerou nas rebatidas de bola.

5,5

Zeca

Participou muito do jogo, mas rendeu abaixo do que pode. Foi bastante ao ataque, mas produziu pouco. Raçudo e eficiente na marcação.

5,0

Leandro Donizete

Chegou atrasado em alguns lances e fez faltas. Irritou a torcida ao errar passes e lançamentos. Apesar de mostrar muita vontade, saiu vaiado.

6,5

Thiago Maia

Um dos melhores do Peixe. Foi quem mais roubou bolas e ainda tentou ajudar na frente. Só não ficou com nota maior porque errou passes.

7,0

Vitor Bueno

Já era o melhor em campo antes mesmo do gol, arriscando chutes de fora da área e criando as melhores oportunidades do Santos na partida.

6,5

Bruno Henrique

Em sua estreia como titular, deu bons passes e cresceu de produção no segundo tempo, mas cansou. Faltou driblar mais, qualidade que ele tem.

6,5

Ricardo Oliveira

Errou cabeçada fácil no primeiro tempo e não foi feliz nas faltas que cobrou. Foi bem no chute que originou o gol. Está melhor fisicamente.

6,0

Copete

Criou a chance mais perigosa do primeiro tempo, mas precisa finalizar melhor. Foi o santista que mais errou passes. Se movimentou bastante.

6,5

Cléber

Entrou no segundo tempo e deu conta do recado. Ganhou quase todas as disputas por cima e por baixo. Fez o simples e não errou na saída de bola.

7,0

Rafael Longuine

Estava discreto, ocupando espaços e distribuindo passes, mas demonstrou bom posicionamento e oportunismo para marcar.

6,0

Arthur Gomes

Deu novo fôlego ao ataque do Santos e levantou a torcida em alguns lances. Contudo, em pouco tempo em campo, não se destacou.

6,5

Dorival Júnior

Poderia usar Yuri no meio e ter mais qualidade na saída de bola. Percebeu que Leandro Donizete estava mal e substituiu bem.

ATUAÇÕES MIRASSOL:

4,5

Neneca

Vinha bem até falhar no primeiro gol do Santos e mudar o jogo.

4,5

Samuel Santos

Falhou bizarramente no segundo gol do Peixe.

5,5

Caio Ruan

Bons desarmes e ainda apareceu de surpresa no ataque.

5,5

Filipe

Atuação discreta.

5,5

Marcão Silva

Ocupou espaços no meio e foi discreto na saída ao ataque.

5,0

Fernandinho

Cometeu erros de passe, finalização e cruzamentos.

5,0

Bileu

Bem nos desarmes, péssimo nos passes. Perdeu muitas bolas.

5,5

Diego Pituca

Arriscou chute de longe e foi um dos que mais tentou criar, mas acabou sendo pouco efetivo.

5,0

Wesley

Não conseguiu reter a bola e nem sequer chutou a gol. Apagado.

5,5

Rafael Bastos

Duas finalizações erradas e atuação bem discreta.

5,5

Francis

Buscou o jogo, tentou dribles, mas também criou poucas oportunidades.

5,0

Bernardo

Passes fáceis e só.

5,5

Kaue

Arriscou um chute da entrada da área e praticamente mais nada.

5,0

Fernando Medeiros

Discreto e um pouco afoito no reencontro com o ex-clube.

5,5

Moacir Júnior

Time vinha bem, sofrendo pouco. Porém, quase não criou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos