Conversa entre Palmeiras e Crefisa facilitou a apresentação de Borja

A estreia antecipada de Borja mudou os planos no Palmeiras. Antes preparando o jogador para a primeira partida da Libertadores, no dia 8 de março, o clube correu para tê-lo em condições nesta semana depois da grave lesão de Moisés. A antecipação contou com conversas entre a comissão técnica e departamento físico, e até entre diretoria e Crefisa.

Trazido com aporte da patrocinadora, o colombiano seria apresentado na próxima semana, em evento com a diretoria do clube e Leila Pereira. Com Borja regularizado e pronto para o jogo contra a Ferroviária, houve uma conversa com a dona da Crefisa, que está fora do Brasil neste fim de semana. Ela abriu mão de estar na apresentação para ver o reforço jogar o quanto antes pelo atual campeão brasileiro.

Inicialmente, Eduardo Baptista divulgou a lista de relacionados do Palmeiras sem o centroavante, mas uma hora depois o clube informou que o atleta foi aprovado pelo departamento físico para jogar. Ele ficará no banco de reservas.

Para apresentar o atleta antes de sua estreia, o clube anunciou para as 11h de sábado. Às 16h30 ele estará no Allianz Parque.

Borja custou 10,5 milhões de dólares (R$ 32 milhões) e assinou por cinco temporadas. A patrocinadora ainda vai pagar parte das luvas para o atacante, que no total serão de 1 milhão de dólares (R$ 3,1 milhões). O atacante vai receber 100 mil dólares por mês no Palestra Itália, e também haverá ajuda da Crefisa nos salários: a parceira vai aumentar em R$ 200 mil o valor mensal pelo patrocínio master. O Verdão arcará com o restante, o que na cotação atual dá um pouco mais de R$ 100 mil.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos