Autor de mais um gol, Gilberto não se sente à frente por vaga no ataque

Mais uma vez Gilberto recebeu a oportunidade de ser titular na equipe do São Paulo e novamente não decepcionou. Mesmo com o empate contra o Novorizontino em 2 a 2, o atacante foi quem mais se destacou, marcando mais um gol e dando assistência para Thiago Mendes anotar.

Com quatro tentos no Paulistão e cinco na temporada, camisa 17 do Tricolor tem correspondido às expectativas de Rogério Ceni, mas aos ser perguntado se estaria à frente de Pratto pela titularidade, preferiu deixar a decisão com seu treinador e prometeu fazer o melhor em qualquer situação.

- Não (estou à frente do Pratto). Para ser bem sincero, não. Nós trabalhamos para ajudar o São Paulo. E colocamos na cabeça do Rogério a dúvida, e quem jogar vai tentar fazer os gols. Estou feliz, com o trabalho - afirmou.

Apesar de ter se destacado, Gilberto não ficou completamente satisfeito com sua atuação no empate com o Novorizontino. Para ele, faltou mais empenho de sua parte na marcação, algo que o gramado também ajudou a impedir.

- Todo mundo sai chateado. E eu também, porque não marquei tanto quanto costumo marcar. O campo estava pesado, e por isso não estava dando para voltar rápido. A gente poderia ajudar um pouco mais lá na frente, e ajudar a defesa - lamentou.

Por fim, o centroavante reforçou a análise sobre a qualidade de seus companheiros de posição e diz que pretende manter a boa fase na equipe.

- Acho que o Pratto e o Chavez são jogadores que já mostraram que são muito bons, que sabem fazer gols. Então tenho de entrar, para que eu possa continuar essa caminhada e ajudar o São Paulo - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos