Corinthians insiste, mas promessa fica sem contrato e pode sair do país

São quase dez meses de conversas, contatos, pressão e negociações, mas a diretoria do Corinthians e o estafe do atacante Caio Emerson ainda não chegaram a um acordo e o jogador de 18 anos está livre para definir seu futuro longe do Parque São Jorge a partir desta segunda-feira - o contrato de formação foi encerrado no domingo, ainda sem uma decisão final. Caio é tratado como alta aposta das categorias de base do Timão desde 2014, quando foi captado do Cruzeiro, e foi artilheiro e destaque da Copa do Brasil sub-17 conquistada pelo clube no ano passado, com participação também de Fabricio Oya e Vitinho, entre outros.

Desde então, mesmo com dez meses a mais de contrato amador, Corinthians e Caio Emerson conversam sobre a assinatura do primeiro vínculo profissional. Conforme o LANCE! publicou, um impasse jurídico e a situação financeira do clube foram determinantes para que o caso se arrastasse sem conclusão, pois segundo acordo firmado há dois anos, o Timão teria que comprar (seguindo metas alcançadas) mais 25% dos direitos econômicos do jogador, além dos 25% que já possuía - outros 50% pertenciam aos representantes de Caio e mais 25% ao Cruzeiro, primeiro clube de Caio Emerson nas categorias de base.

Hoje, apesar do fim do contrato, a negociação ainda não é considerada encerrada por nenhuma das partes. O Corinthians acha que pode convencer Caio Emerson com dois elementos: maior aproveitamento da base no time profissional a partir da chegada do técnico Fabio Carille e visibilidade maior do que ele teria em outros lugares, com chance de disputar a Copa São Paulo mais duas vezes pelo time mais vezes campeão e ser observado pela base da Seleção Brasileira.

O estafe do jogador, entretanto, não abre mão dos valores previamente combinados, mantém conversas com o Timão, mas já negocia com clubes internacionais. Caio completou 18 anos há uma semana e já pode assinar contrato fora do país. Ele já negocia condições contratuais com o Everton (ING), mas também fez avaliações recentes em clubes como Barcelona (ESP) e Granada (ESP), além do futebol italiano.

Caio está no Corinthians desde 2014, mas tinha apenas contrato de formação, válido até domingo. O jogador chegou do Cruzeiro, onde foi destaque da categoria infantil, já com um pré-contrato profissional, mas o Timão não quis exercer o acordo naquela ocasião por conta dos custos. Após a troca na diretoria da base, em setembro de 2016, o Corinthians voltou a negociar o primeiro contrato de Caio Emerson, que teria validade de três anos, mas não fez proposta financeira para efetivar a compra da porcentagem combinada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos