Presidente do Villarreal reclama após árbitro levar bolsa do Real Madrid

A arbitragem de Gil Manzano na partida entre Real Madrid e Villarreal segue gerando polêmicas. No último domingo, após o duelo, o presidente do Submarino Amarelo, Fernando Roig criticou a atuação do árbitro, que marcou um pênalti polêmico para os madrilenhos e saiu carregando uma bolsa da equipe.

- Gil Manzano e seus assistentes saíram do estádio com bolsas do Real Madrid. Isso não me parece estar bem. Creio que depois de um pênalti que não aconteceu, não podemos falar de uma recuperação do Real Madrid. Todo mundo disse que a mão aconteceu no reflexo, mas no reflexo não é pênalti - disse o presidente do Villarreal.

O Comitê de Arbitragem Espanhol tratou logo de amenizar a polêmica. A entidade afirmou que é uma prática habitual do Real Madrid nas partida.

- Na bolsa iam chaveiros, pins e canetas do Real Madrid. Seis ou sete chaveiros, três ou quatro canetas e 15 a 20 pins - apontou o Comitê em nota ao jornal Marca, da Espanha. O veículo ainda lembrou que nas partidas em casa o Real também costuma entregar uma camiseta como registro.

Além das críticas, Gil Manzano ainda descreveu na súmula que encontrou cartazes colados em seu carro com dizeres escrito a mãos, chamando-o de ladrão.

"Uma vez entregue as atas da partida, fomos acompanhados pelo pessoal da segurança ao estacionamento, onde estacionamos nossos veículos, onde é uma zona controlada e dentro do recinto do estádio, encontrando um papel no para-brisas dos nossos veículos que estavam escritos à mão "LADRÕES". Isso feito, comunicamos ao delegado de partida, desconhecendo o autor dos mesmos".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos