Preparador lembra tempo curto de pré-temporada: 'Corremos um risco'

Tempo curto, lesões e um desgaste físico acima do imaginado. Assim pode ser caracterizada as quatro primeiras partidas do Botafogo na Libertadores. Até por isso, o clube aproveita a folga no calendário para uma maior preparação visando a sequência da temporada. O preparador físico Ednilson Sena lembrou do pouco tempo hábil de preparação na entrevista coletiva desta terça-feira.

- Tivemos cerca de 10 dias para fazer uma estreia no Carioca, e não começamos como gostaríamos de começar. Uma equipe necessita de cerca de 30 dias para fazer uma pré-temporada. O futebol japonês tem 45, o Real Madrid tem 45, o Barcelona tem 45, nós tivemos 10. Há valências físicas que precisam de tempo, então é preciso frisar que o tempo foi curto - destaca o preparador do clube.

Ao lado de Ednilson, também esteve presente na coletiva o fisiologista Manoel Coutinho, que lembrou da necessidade que a comissão técnica alvinegra teve de se enquadrar com o calendário apertado pela estreia na Copa Libertadores.

- Tivemos um tempo muito curto para jogar uma decisão. Corremos o risco enorme. Tem de colocar a equipe em um nível de preparação em que acaba que você aumenta o risco de lesões por causa disso, colocar em um nível compatível com o grau da competição como a Libertadores em um curto espaço de tempo - completou o fisiologista do Glorioso, na coletiva desta terça.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos