Özil revela que não assinou com o Barcelona por causa de Guardiola

A história de Mesut Özil com o Real Madrid poderia ter sido completamente diferente. Segundo conta o jogador de 28 anos em sua autobiografia, ele poderia ter ido jogar no Barcelona após da Copa de 2010 se não fosse o técnico Pep Guardiola, comandante da equipe catalã na época.

- O Arsenal estava interessado em mim depois da Copa do Mundo de 2010, assim como Manchester United, Bayern de Munique, Barcelona e Real Madrid. Meu agente se reuniu com o Bayern e discutiu minha transferência. O clube falou sobre os seus planos e como eles pretendiam me usar. Ele teve conversas similares com os outros times interessados em mim - disse.

Nesta temporada, o jogador, que foi campeão da Copa do Mundo de 2014 com a Alemanha, já marcou nove gols e fez oito assistências em 29 partidas disputadas.

- Eu estava decidido a ir para o Barcelona. Era a equipe que jogava o melhor futebol, mas a ausência de Guardiola me fez suspeitar. Perguntei para meu procurador porque ele não estava presente e a resposta sempre foi a mesma: 'ele está de férias? Mas Guardiola não compareceu nas reuniões e não me ligou nos dias seguintes. Ele nem mesmo me mandou uma mensagem. Ele não mostrou que me queria. Meu interesse em se transferir para o Barcelona rapidamente diminuiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos