Tite explica convocação e exalta esforço de Diego: 'Treinou nas férias'

O esforço do meia Diego, do Flamengo, para iniciar bem a temporada de 2017 foi citado pelo técnico Tite para explicar a convocação do jogador para a Seleção Brasileira que enfrentará Uruguai e Paraguai, nos dias 23 e 28 de março, pelas Eliminatórias. O flamenguista foi uma das novidades da lista ao lado do goleiro Ederson, do Benfica, e do atacante Diego Souza, do Sport, jogadores que foram convocados pela primeira vez para a competição sob o comando do treinador.

- O Diego treinou nas férias e o desempenho técnico dele no Flamengo e que tem feito dentro de campo o credenciaram para a Seleção. E ele jogou muito bem também contra a Colômbia - afirmou Tite, ao ser questionado sobre o meia do Flamengo durante a convocação.

Já em relação a Ederson, o técnico da Seleção exaltou o bom momento técnico do goleiro do Benfica mas fez questão de ressaltar que outros atletas da posição também estão sendo avaliados.

- A primeira atribuição e que o Taffarel (treinador de goleiros da Seleção) busca é o acompanhamento dos treinamentos e do bom momento técnico do atleta. Mas tem uma gama de atletas que acompanhamos. A possibilidade de reação e o bom momento que ele vive foram determinantes para sua convocação - elogiou o treinador, citando na sequência outros nomes de possíveis convocados.

- Hoje são 56 atletas e isso mostra o nível de detalhes que temos acompanhado. Nessa posição há o Muralha, Diego, Cássio, Marcelo Grohe, Danilo... todos estão no radar e estamos acompanhamento esse momento para a próxima convocação - afirmou Tite.

Sobre Diego Souza, Tite citou o bom jogo que o meia fez no amistoso contra a Colômbia e do desempenho do jogador no Brasileirão do ano passado.

- O Diego foi o mais efetivo do campeonato passado, com 14 gols e seis assistências. Jogou bem contra a Colômbia. E a oportunidade surgiu. Não gostaríamos que não tivesse relação com o Gabriel (Jesus). Mas o futebol é assim - afirmou.

- Veja abaixo outros pontos da entrevista de Tite sobre a Seleção Brasileira:

NEYMAR

- Não dá para dizer que ele declinou no Barcelona, pois a capacidade de assistência dele na equipe evoluiu muito. Todos os treinadores com quem tive a oportunidade de conversar passaram a seguinte lição, entre eles o Zagalo, que tenho muito respeito e carinho: coloca o jogador na sua posição, na sua função, onde ele vai render. Então eu procuro trazer o que ele faz nos clubes para a Seleção. Algumas variáveis vão ter pela equipe em que joga.

JOGOS CONTRA URUGUAI E PARAGUAI

A equipe que mais tempo esteja junto é o Uruguai. Tem entrosamento de trabalho, respeito a sua história e seu técnico, mas também tem os nossos objetivos por ser o primeiro e o segundo colocados, o nível alto de concentração e jogar no Uruguai precisa ter isso. E o Paraguai fez jogos fora importantes e está em busca da classificação também e isso mostra o grau de dificuldades. Nós não vamos baixar guarda e não será por esses motivos.

LUCAS LIMA

A avaliação é sempre do momento. Ele teve problema de lesão, colateral ou medial, não vou pormenorizar, era um problema de joelho, de quatro a seis semanas para retornar. Ele tem a possibilidade de retornar no clássico (entre Santos e Corinthians), mas a informação que tenho por vocês é que isso deve ficar para depois. Aliás, estarei acompanhando o clássico. (O Lucas) Tem essa concorrência de alto nível. Lucas machucado, quem vem? Diego.

JOGADORES QUE ESTÃO NA CHINA

É nossa atenção. O Renato Augusto com trabalhos, mas não participou de jogos oficiais. Tem dois jogos projetados para ele. O Gil já fez sete amistosos, acho que joga dois jogos oficiais também de participação. O Paulinho numa situação avançada, há uma qualificação de treinamento e três jogos importantes. Os treinos são em alto nível e a preparação é boa para o nível que a gente quer.

ADVERSÁRIOS

Talvez a equipe que mais tempo esteja junto é o Tabarez com a seleção uruguaia. Tem uma mística, entrosamento de trabalho, respeito a uma história de Uruguai. Agora, tem também as nossas ambições e objetivos. Um jogo e da primeira e segunda colocada. Um nível alto de qualidade. A gente sabe que jogar no estádio Centenário tem um clima de muito apoio. Assim como eles sentem quando vem jogar aqui. O Paraguai fez jogos fora importantes e está na busca da classificação. Por isso nossa atenção para todos os aspectos, sem baixar a guarda. Vai ser por outro motivo, se deixarmos de pontuar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos