Com seleção e gols, Lucas Pratto tem início dos sonhos no São Paulo

  • Sérgio Castro/Estadão Conteúdo

Lucas Pratto chegou ao São Paulo com objetivos claros: manter-se em alto nível, com o maior número de gols possível para seguir entre os convocados do técnico Edgardo Bauza para a seleção da Argentina. Ele sonha em disputar a Copa de 2018 na Rússia. Ainda falta muito, mas o início de trajetória do centroavante atende todas as expectativas que o levaram ao clube.

Na última sexta-feira, Pratto entrou na lista de Bauza para os confrontos do dia 23, contra o Chile, em Buenos Aires, e no dia 28, em La Paz, contra a Bolívia, pelas eliminatórias para o Mundial. Símbolo de um início arrasador pelo São Paulo.

Foram apenas três jogos, mas o artilheiro já disse a que veio. Pratto marcou três gols e deu uma assistência. Fez na estreia contra o Mirassol, dois no jogo seguinte contra o São Bento, descansou diante do Novorizontino, e diante do PSTC-PR, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil, deixou Cícero na cara do gol para marcar um de seus três gols na vitória por 4 a 2.

O reconhecimento também foi imediato. A torcida do São Paulo está empolgada com seu artilheiro. Nas redes sociais, o apoio é maciço. E no CT da Barra Funda também. Comissão técnica, jogadores e funcionários estão impressionados com a postura e desempenho do centroavante. Sabem que nele podem confiar, pois pode decidir jogos. Seu aproveitamento nos treinos é acima da média.

Neste domingo, diante do Santo André, o São Paulo volta a campo pelo Campeonato Paulista. Rogério Ceni pode poupar alguns jogadores visando a sequência decisiva que o time terá nos próximos dias, com duelos pela Copa do Brasil (contra o ABC-RN) e clássico contra o Palmeiras. Pratto pode ser preservado, para estar mais forte ainda nos jogos mais importantes. São-paulinos e argentinos agradecem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos