Após goleada do Dortmund, Bayer Leverkusen demite técnico

O técnico Roger Schmidt não resistiu à goleada de 6 a 2 sofrida para o Borussia Dortmund e não é mais treinador do Bayer Leverkusen. A equipe chegou a três derrotas seguidas e vive situação delicada nas oitavas de final da Liga dos Campeões. O técnico estava no comando da equipe desde junho de 2014.

- Dados a recente situação, em termos de resultado e depois de uma detalhada e cuidadosa consideração, tomamos essa dolorosa decisão pensando nos interesses do Bayer. Foi muito difícil dar esse passo, já que somos muito gratos ao Roger Schmidt. Durante o tempo que ele esteve no cargo, nos classificamos à Liga dos Campeões três vezes. Ele também implementou a filosofia de utilizar jogadores jovens, incluindo a nível internacional, assegurando o futuro do clube - comentou o diretor-executivo do Bayer Michael Schade.

Na Champions, a equipe tem um caminho duro pela frente. O Leverkusen perdeu por 4 a 2 em casa para o Atlético de Madrid no jogo de ida das oitavas. A partida de volta, no Vicente Calderón, será no dia 15 deste mês, às 16h45 (de Brasília).

Já no Campeonato Alemão, o Bayer tem 30 pontos e está em nono lugar na tabela de classificação. O time está a cinco de distância da zona de classificação para a Liga Europa e 11 da Liga dos Campeões. Antes da derrota para o Dortmund, a equipe também perdeu por 2 a 0 para o Mainz 05.

- Acredito que o Roger Schmidt é um ótimo técnico e sempre dei meu total apoio. Mas temos que agir agora, ou ficaremos longe de nossos objetivos. Agora precisamos começar de novo e fazer jogos consistentes. Nosso time tem uma boa qualidade, mas não vimos muito isso nessa temporada. Depois da saída de Roger, cabe aos jogadores mostrar que eles ainda têm qualidade - adicionou o diretor esportivo Rudi Völler.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos