Araújo brilha, arbitragem 'dá mão' e São Paulo goleia o Santo André

O ímpeto do São Paulo no primeiro tempo poderia ter garantido placar bem mais elástico do que os 4 a 1 sobre o Santo André na tarde deste domingo. Mas para chegar a oito jogos de invencibilidade nesta temporada, o Tricolor não pôde usufruir apenas do brilho de Luiz Araújo, cada vez mais decisivo. A arbitragem acabou influenciando em dois gols marcados diante do Ramalhão.

A primeira falha do trio comandado por Luiz Flávio de Oliveira foi logo aos quatro minutos, quando Araújo cruzou da direita, após passe de Cueva, e entregou para Cícero marcar. O volante, que já havia balançado as redes três vezes no jogo passado, estava impedido mais de dois metros, mas ninguém viu. Nem mesmo os atletas do Santo André, que não reclamaram.

O futebol ofensivo do time de Rogério Ceni mais uma vez deixava um rival envolvido, mesmo com cinco reservas em campo. Lugano e Douglas seguravam bem na zaga, Jucilei e Araruna deram boa pegada ao meio e Gilberto voltava a mostrar muito empenho. Mas foram três titulares quem construíram o belo segundo gol, aos 26. De Júnior para Araújo, em dupla muito entrosada, e de Araújo para Cueva chegar a cinco tentos em 2017.

Era preciso apagar a má impressão dos empates cedidos após abrir 2 a 0, contra Mirassol e Novorizontino, mas uma volta apática do intervalo fez o Santo André crescer. E quando tudo parecia controlado, Sidão errou tempo de bola em falta cruzada na área, deixando Leonardo livre para descontar, aos 15 minutos. Um susto que deixou os mais de 20 mil presentes no Morumbi apreensivos, até Araújo e a arbitragem aparecerem de novo.

Wellington Nem, aposta de Ceni na vaga de Cueva, fez ótima jogada pela direita e cruzou com açúcar na saída de Zé Carlos. Araújo apareceu sozinho na pequena área e faria o gol facilmente, não tivesse furado e contado com a sorte para a bola bater em sua mão direita e entrar. E para aliviar o peso dos erros de Luiz Flávio e companhia, houve tempo para Thiago Mendes cruzar, após receber de Araújo, e Gilberto cabecear no ângulo, em seu sexto gol no ano, para ser o artilheiro isolado do time.

Um 4 a 1 seguro, justo pelo futebol, injusto pelas interferências da arbitragem, e que leva o Tricolor a 14 pontos, na liderança do Grupo B. O Ramalhão segue com seis pontos e pode terminar a sétima rodada na lanterna do Grupo C se o São Bento vencer a Ferroviária.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 4 X 1 SANTO ANDRÉ

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)

Data: 5/3/2017 - 16h

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira

Auxiliares: Alex Alexandrino e Leandro Matos Feitosa

Público/renda: 20.694 presentes / R$ 558.115,00

Cartões amarelos: Lugano, Cueva, Gilberto (São Paulo); Dudu Vieira (Santo André)

Gols: Cícero, 4'/1ºT (1-0); Cueva, 26'/1ºT (2-0); Leonardo, 15'/2ºT (2-1); Luiz Araújo, 30'/2ºT (3-1); Gilberto, 43'/2ºT (4-1)

SÃO PAULO: Sidão, Buffarini, Lugano, Douglas e Júnior Tavares; Jucilei (Wellington - 22'/2ºT), Araruna (Thiago Mendes - 17'/2ºT) e Cícero; Cueva (Wellington Nem - 17'/2ºT), Luiz Araújo e Gilberto. Técnico: Rogério Ceni.

SANTO ANDRÉ: Zé Carlos, Cicinho (Jean - 9'/1ºT), Reniê, Leonardo e Fernando Neto; Baraka, Dudu Vieira, Eduardo Ramos (Paulinho - intervalo) e Serginho (Edmílson - 26'/2ºT); Henan e Claudinho. Técnico: Sérgio Soares.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos