Fora de casa, Chape inicia primeira participação na Libertadores

Nesta terça-feira, às 21h45, a Chapecoense dá o pontapé inicial em sua campanha na Taça Libertadores, a terceira competição diferente na temporada. O adversário é o Zulia Futebol Clube, time também debutante na competição e natural da cidade de Maracaibo, no Estádio José Encarnacion Romero, o 'Pachencho', pelo grupo 7, que também tem Nacional, do Uruguai, e Lanús, da Argentina.

A Chapecoense que entra em campo para a primeira partida internacional após a tragédia de novembro, que deixou 71 mortos e seis feridos, não é um mistério para o torcedor. O time é a base do mesmo que vem jogando pela Primeira Liga e Campeonato Catarinense. As únicas ausências possíveis são o atacante Wellington Paulista e o volante Girotto. Com problemas de documentação, a dupla deve chegar em cima da hora, mas deve jogar. No gol, mais uma vez Elias levou a pior na disputa com Arthur Moraes.

Zulia oscilante

O Zulia Futebol Clube pode ser desconhecido da maioria dos brasileiros, mas com a sua primeira participação na Libertadores, deverá ser conhecido em breve e até mesmo confundido com o seu maior rival, o Deportivo Zulia.

O adversário da Chapecoense chega conseguiu a vaga após conquistar a Copa da venezuela em 2016, mas está oscilando neste início de temporada. Os 'Petroleros' estão em sexto no Campeonato Venezuelano, com dez pontos em cinco jogos e uma rodada em débito. O craque do time é o meia Juan Arango, de 36 anos, e maior jogador da Venezuela.

Provável Chape: Artur, João Pedro, Nathan, Grolli e Reinaldo; Moisés Gaúcho, Moisés e Girotto; Arthur Kayke, Tulio de Melo e Wellington Paulista. Técnico: Vagner Mancini.

Provável Zulia: Vega; Torín, Plazas, Cuevas e Cordero; Palomino, Moreno, Orozco e Arango; Savarino, Unrein. Técnico: Daniel Farías

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos