Fica ou sai? Presidente do Arsenal se manifesta sobre situação de Wenger

  • Hannah McKay/Reuters

Não há afobação quanto à decisão de manter Arsène Wenger ou não no cargo de técnico do Arsenal, onde está há cerca de 20 anos. Nesta quinta-feira, o presidente dos Gunners, Chips Keswick, emitiu um comunicado com a finalidade de diminuir a pressão para cima do comandante francês.

"O Arsène tem contrato até o final da temporada. Qualquer decisão será tomada por nós mutuamente e comunicada no momento certo da maneira correta", disse o mandatário, complementando:

"Estamos plenamente conscientes da atenção atual voltada para o clube e entendemos o debate. Nós respeitamos que os torcedores tenham direito à opiniões individuais distintas, mas vamos sempre dirigir este grande clube de futebol com seus melhores interesses de longo prazo no coração".

A situação de Wenger, que afirmou recentemente que os protestos da torcida podem influenciar em sua decisão, beira ao insuportável por parte das arquibancadas. Cabe frisar que ele tem contrato só até o fim desta temporada.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos