Caso Victor Ramos: Inter quer julgamento antes do início da Série B

Após entrar com ação no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), na Suíça, o Internacional tenta antecipar o julgamento do Caso Victor Ramos. Na esperança de evitar competir pela Série B do Campeonato Brasileiro, os advogados do Colorado trabalham para que a realização da audiência, já em sua última instância, aconteça ainda em abril e, portanto, antes do início da competição nacional.

Até o momento, o TAS, sediado na cidade de Lausanne, não tem uma data definida para analisar o caso, apesar de o site oficial do Tribunal apresentar sessões marcadas até o dia 10 de maio.

O departamento jurídico do Internacional segue aguardando por uma sugestão de data para, então, apresentar o argumento de que a audiência só terá "utilidade" se o caso for julgado antes do início do Brasileiro. Envolvidos no caso, CBF e Vitória também aguardam para apresentarem suas respectivas defesas.

O clube gaúcho tenta provar no Tribunal a suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos, ex-Vitória, durante jogos do Campeonato Brasileiro na última temporada. Com este processo, a intenção é de conseguir uma vitória jurídica visando a anulação do rebaixamento colorado à Série B. A Segunda Divisão Nacional tem início no dia 13 de maio, enquanto a rodada inaugural da Primeira Divisão será no dia 14 de maio.

RELEMBRE O CASO VICTOR RAMOS:

?A denúncia por parte do Internacional está relacionada à transferência de Victor Ramos, ex-jogador do Palmeiras para o Vitória. Na ocasião, o atleta estava emprestado ao Verdão pelo Monterrey, do México, e, quando acertou com o Rubro-Negro, procedimentos da negociação não seguiram as recomendações do TMS, sigla que remete ao Sistema de Mercado de Transferências.

O Internacional ainda alegou a que o registro do jogador foi feito de forma irregular, porque o empréstimo de Victor Ramos do Monterrey para o Vitória aconteceu como se fosse transferência nacional, já que o Certificado de Transferência Internacional (ITC, sigla em inglês) estava ainda no Brasil, uma vez que, na ocasião, o defensor defendia o Palmeiras.

O time gaúcho, que brigava com o Vitória contra o rebaixamento, trouxe o caso à tona, mesmo com o assunto tendo sido "enterrado" no começo do ano passado, quando o Bahia também questionou a condição de jogo de Victor Ramos.

O Colorado juntou um documento no STJD alegando má fé do Leão. O Inter também pediu a perda de pontos da equipe baiana no Brasileiro. A procuradoria do STJD ouviu as partes envolvidas, inclusive a CBF, e concluiu que não havia irregularidade. O caso chegou ao conhecimento da Fifa, que também deu aval ao Vitória para continuar escalando Victor Ramos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos