Goleiro pega pênalti no final e estraga estreia do técnico do Bayer

A estreia do técnico Tayfun Korkut no comando no Bayer Leverkusen não foi como ele queria. Na BayArena, a equipe da casa ficou no empate em 1 a 1 com o Werder Bremen e segue no meio da tabela do Campeonato Alemão. E por muito pouco a festa não ficou completa, uma vez que Toprak perdeu pênalti aos 49 minutos do segundo tempo. Volland fez o gol dos anfitriões. O experiente Pizarro, de 38 anos, igualou.

Agora, o Leverkusen tem 31 pontos, na décima colocação. Por outro lado, o Werder está em 14º, com apenas 26.

Korkut assumiu o Leverkusen no lugar de Roger Schmidt, que foi demitido após a goleada sofrida para o Borussia Dortmund por 6 a 2, no último fim de semana. Contra o Werder, seria uma boa hora de mostrar suas credencias para a torcida.

O Bayer foi melhor durante quase toda a partida. A equipe inaugurou o marcador logo aos sete minutos, com Volland, aproveitando rebote após chute na trave. A vantagem no placar, contudo, não tirou o ímpeto do time, que seguiu criando chances, mas desperdiçando todas elas.

O panorama seguiu na etapa final, com o Bayer em cima em busca do segundo gol. Se não tinha a mesma presença ofensiva, também não era tão ameaçado pelo Werder. Mas o time visitante acabou empatando.

E o gol saiu dos pés - ou melhor da barriga do artilheiro Claudio Pizarro. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Bauer. O meia chutou e, no caminho, o peruano desviou, deixando tudo igual. O brasileiro Wendell levou o segundo amarelo e deixou os anfitriões com um a menos.

Nos acréscimos, o Werder Bremen fez um pênalti bobo. Mas o goleiro Wiedwald pegou cobrança de Toprak, evitando mais uma derrota do time visitante na Bundesliga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos