Mano rejeita revezamento entre goleiros e despista sobre domingo

Passada a merecida folga da última quinta-feira, o Cruzeiro voltou às atividades nesta sexta-feira, já de olho na preparação para o clássico com o América-MG, no próximo domingo, no Independência.

Apesar do time estar em alta e ter só um tropeço nesta temporada, a escalação para o jogo com o Coelho ganhou status de incógnita. O treinador garantiu que, o desgaste da viagem até Alagoas pode exigir mudanças na escalação, mas não na forma de jogar.

- Como filosofia de jogar, não mudamos. Podemos mudar posicionamento dentro do campo. É necessário fazer ajustes em cada jogo, alguns em função do adversário e outros em função de nós mesmos. Podemos fazer algumas alterações em perder as características - afirmou

- Muda a disputa, mas não a forma que entramos em campo. Sempre fazemos jogos parelhos, e o Cruzeiro vai entrar consciente que temos que fazer nossa parte. Temos todos os jogadores à disposição. Logicamente que sair e jogar no interior de Alagoas, como fomos, pela viagem e tudo que envolve, traz um desgaste maior - completou o treinador cruzeirense.

Mano também foi questionado sobre um possível revezamento no gol entre Rafael e Fábio. Enquanto o titular se recupera de uma cirurgia para reconstruir o ligamento cruzado anterior do joelho direito, Rafael, que o substitui desde Agosto atravessa ótimo momento. Para o treinador, porém, apenas um terá a vaga, que segundo ele, está aberta. A decisão virá no momento certo.

- Ainda não estou pensando sobre isso. O Fábio vai começar a fazer o treinamento completo agora. Então, ainda temos tempo. Quando os dois goleiros estiverem em situações iguais, vamos definir quem vai jogar. Não é como um lateral ou um volante, nas quais você pode fazer rodízio. Goleiro tem de ter um titular - disse o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos