Carille festeja garotos do Timão e se anima com sucesso de Lucca na Ponte

O Corinthians conseguiu empatar com a Ponte Preta por 1 a 1, neste domingo, no Moisés Lucarelli, graças a um gol do zagueiro Léo Santos, de apenas 18 anos. O jovem entrou na vaga do paraguaio Balbuena, que sentiu uma lesão, e foi um dos seis atletas da base utilizados pelo técnico Fábio Carille, que comemorou o fato:

- Terminamos com a defesa toda formada no Corinthians. Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo Santos e Arana. Mais o Maycon, mais o Jabá. Quem estiver bem terá oportunidade. O Léo era o substituto imediato da zaga no jogo de hoje - disse o treinador.

O atacante Jô, já mais experiente, também foi formado nas categorias de base do clube. Ele foi um dos titulares que atuaram em Campinas. Fagner, Pablo e Romero, poupados, e Gabriel, suspenso, ficaram fora.

- Vim com os melhores. Foi conversado atleta por atleta ontem à tarde. Fui conversando no quarto de um por um para saber as reais condições. Infelizmente vamos perder o Balbuena por um tempo ainda. Temos que ter esses cuidados nessa fase do campeonato - disse Carille.

O comandante também falou sobre Lucca, autor do gol da Macaca, que está emprestado pelo Timão até dezembro de 2017. Ele disse que orientou o meia-atacante a permanecer, mas que ele decidiu ir.

- Tive uma conversa com o Lucca. Pedi que ele ficasse para brigar por posição, mas foi opção dele e do empresário aceitar a proposta da Ponte. É nosso (contrato até o meio de 2019), então é bom para o Corinthians que ele faça um bom Campeonato Paulista para depois voltar - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos