Na estreia de Fabuloso, Vasco tropeça no Macaé e aumenta pressão sobre Cristovão

O Vasco ficou longe de uma atuação fabulosa na estreia de Luis Fabiano e acabou no empate em 2 a 2 com o Macaé, neste domingo, no estádio Nilton Santos, pela Taça Rio, segundo turno do Carioca. O atacante passou em branco, mas teve participação em gol, fez lançamento, enfiada de bola, tabelas e quase deixou sua marca. Nenê e Rodrigo marcaram os gols vascaínos, enquanto Hudson e Rafinha fizeram para o adversário.

Com o resultado, o segundo empate seguido do Vasco, a pressão aumentou no Cruz-Maltino e o técnico Cristovão Borges mais uma vez foi muito hostilizado pelos torcedores durante todo o jogo. Após o apito final, eles cantaram 'Fora, Cristovão'.

Sob forte calor, o Vasco começou o jogo com um pouco de preguiça e procurando manter a posse de bola. Em sua primeira participação, Luis Fabiano tabelou pela direita e arriscou para o gol. Porém, ele pegou mal na bola e ela saiu fraquinha, sem perigo.

Controlando o jogo, o Cruz-Maltino criava suas melhores jogadas pelo lado direito. E foi por lá que nasceu o gol vascaíno, após grande jogada de Douglas. O volante cortou bola com peito, tocou de cabeça para Kelvin, fez corta-luz, recebeu de Gilberto na frente e cruzou para Nenê dentro da área. O meia deu um corte em Aislan e bateu cruzado para estufar a rede, aos 13 minutos.

Se movimentando bem para quem não entrava em campo há muito tempo, Fabuloso quase fez seu primeiro gol pelo Vasco aos 20. Após belo cruzamento de Douglas, o atacante se jogou para chutar a bola dentro da área e parou em grande defesa de Milton Raphael, que mandou para escanteio.

Após a parada técnica, o Cruz-Maltino voltou desorganizado e em duas falhas defensivas, acabou levando a virada. O Macaé trocou passes com facilidade ao redor da área vascaína. No primeiro cruzamento de Zotti, Hudson não alcançou. No entanto, no segundo, logo em seguida, ele cabeceou livre para o gol para empatar, aos 25. O segundo gol veio em contra-ataque aos 44. Rafinha recebeu passe pela direita do ataque, invadiu a área e guardou.

Isso deixou os torcedores vascaínos revoltados e o alvo foi o técnico Cristovão Borges. Vaias e gritos de 'ei, Cristovão, vai tomar no c...' foram ouvidos das arquibancadas do Nilton Santos.

Na volta para a segunda etapa, o Vasco quase empatou logo aos 4 minutos. Nenê bateu escanteio e Rodrigo cabeceou no travessão. Porém, logo em seguida o Macaé assustou duas vezes em chute de Marquinho e depois em cabeçada de Alan.

O Vasco chegou ao empate com Rodrigo, aos 19 minutos. Guilherme Costa cruzou e Luis Fabiano cabeceou para boa defesa do goleiro. No rebote, o zagueiro fez o gol. O Macaé quase ampliou logo depois, mas Martin Silva fez grande defesa e salvou.

Aos 36, a virada vascaína quase veio em bela cobrança de falta de Nenê, mas a bola bateu na trave. E ficou nisso, terminando no empate.

FICHA TÉCNICA

MACAÉ 2 X 2 VASCO

Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 12/03/2017 - 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Diego da Silva Lourenço (RJ)

Auxiliares: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Diego Luiz Couto Barcelos (RJ)

Público/renda: Público: 5.367 pagantes (6.386 presentes)/ R$ 166.630,00

Cartões amarelos: Aislan, Hudson, Rafael Lourenço (Macaé); Jomar, Yago Pikachu, Nenê (Vasco)

Cartões vermelhos: -

Gols: Nenê (13'/1ºT - 0-1), Hudson (25'/1ºT - 1-1), Rafinha (44'/1ºT - 2-1), Rodrigo (19'/2ºT - 2-2)

MACAÉ: Milton Rafael, Ronaldo, Aislan, Ramon e Ebert; Alan, Rafinha (Rafael Lourenço/30'/2°T), Wagner Carioca, Zotti (Guilherme Xavier/21'/2°T), Marquinho e Hudson (André Paulino/41'/2°). Técnico: Toninho Andrade.

VASCO: Martin Silva, Gilberto (Yago Pikachu/intervalo), Rodrigo, Jormar e Henriqu; Jean e Douglas, Wagner (Guilherme Costa/intervalo), Nenê e Kelvin (Muriqui/16'/2°T); Luis Fabiano. Técnico Cristovão Borges.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos