Dirigentes do Corinthians rebatem Cristian; não terá rescisão contratual

O diretor de futebol Flávio Adauto e o gerente de futebol Alessandro Nunes concederam entrevistas nesta quarta-feira para explicar o afastamento do volante Cristian no Corinthians. Os dirigentes rebateram o jogador, que não terá o contrato válido até o fim deste ano rescindido.

Cristian foi afastado após o LANCE! publicar nesta quarta-feira uma entrevista exclusiva na qual ele reclamava da falta de comunicação no clube, pedindo até mais respeito em alguns momentos. O jogador também citou um caso nos Estados Unidos, onde alega ter tido a aliança furtada e não contou com o apoio dos dirigentes.

- Em primeiro lugar é bom dizer que é uma decisão conjunta. Antes de ela ser tomada e divulgada, a gente teve reuniao com o técnico Fabio Carille. Tinha uma série de informações que nos levaram a isso. Esse afastamento não é em função de uma entrevista específica, mas sim talvez de um comprometimento, de uma posição do clube que passou a ter uma série de jogadores na mesma posição e não vinha tendo o aproveitamento dele. Nós tivemos essa posição depois de conversar com ele, explicar as razões, que não era momento propício para vir relembrar fatos corriqueiros ocorridos há quase três meses, solucionados no devido momento, e que agora foram levantados como se fossem uma grande bomba, uma falha do Corinthians. O Corinthians não falhou em nada, não teve problema sério nenhum. O Corinthians fez uma preparação muito boa, e o resultado é isso que está mostrando em campo - discursou o diretor de futebol Flávio Adauto.

O gerente de futebol Alessandro Nunes, que atuou com Cristian no Corinthians em 2009, foi ainda mais contundente nas críticas. Em uma longa resposta, o dirigente criticou a postura do volante, mas disse não se sentir traído. Também rebateu dizendo que o clube foi claro ao dizer que Cristian não seria utilizado.

- Tenho certeza de que ninguém foi traído, não estamos nos sentindo assim, ele também não, mas eu não consigo deixar passar alguns pontos no qual ele vem questionando. Desde que ele ficou fora da lista do Paulistão. começou a passar a ter uma comunicação diferente dos outros atletas, de estarem comprometidos com o trabalho do Fabio Carille e sua comissão. A partir do momento que ele diz que não houve clareza, ele está sendo muito infeliz com sua declaração, foi o primeiro a saber que não estaria na lista, assim como fizemos com outros atletas. Ele volta a repetir isso em outras ocasiões, e o que mais procuramos fazer no dia a dia é ter uma comunicação muito clara com todos os atletas, e estamos fazendo isso. Me surpreende também o fato de o Cristian, por toda história no Corinthians, era para administrar um pouquinho melhor o fato de não estar jogando, fazer como todos os outros estão fazendo, se envolvendo no trabalho e mostrar para o treinador dentro de campo, e não publicamente ficar reivindicando alguma coisa. Isso realmente traz um desconforto muito grande, não consigo olhar para um atleta que vai tornar publicamente alguns fatos que são internos, isso evidencia uma situação muito ruim - afirmou Alessandro.

- Fizemos diferente do que ele fez. Fizemos questão de conversar com ele primeiro, diferente do que ele fez até o momento. Algumas condutas têm que ser mais claras e disciplinadas. Não esperávamos esse posicionamento dele. É um atleta que infelizmente nesses dois anos e três meses está com um índice de aproveitamento muito baixo do que o clube gostaria e esperava. Isso não pode ser relacionado só às lesões. Ele precisaria estar nos atendendo mais diretamente ao campo, coisa que infelizmente não conseguiu. Não estávamos aproveitando o jogador, por essa deficiência no momento técnico, de apresentar um bom futebol. Eu não consigo acreditar que um atleta publicamente vai recuperar sua posição. Aqui ninguém vai conseguir pelo passado reivindicar alguma posição dentro do clube. Tem que ser no treinamento, como a grande maioria está fazendo - acrescentou.

VEJA OUTRAS DECLARAÇÕES DOS DIRIGENTES:

O Cristian foi uma contratação ruim?

Flávio Adauto: Óbvio. Boa contratação é aquele que dá resultados. Em alguns casos, não temos resultados esperados. Bom jogador é aquele que você contrata e rende o esperado. Então não pode, por exemplo, deixar de colocar garotos em função de outros jogadores mais experientes que não estão rendendo. O Carille está decidindo isso e tem todo nosso apoio, é ele que determina.

Como o Cristian recebeu a informação do afastamento?

Alessandro Nunes: Ele está chateado, é normal, não é o tipo de comunicação que ele gostaria de receber, e nem nós de fazer. Mas temos que avaliar todo o histórico, não tem tido evolução técnica, infelizmente, de várias tentativas já feitas. E teve algumas atitudes que não condizem com comprometimento com as vitórias e com o Corinthians. Não vai ser o passado que vai credenciar alguém a ser titular.

Vão procurar um outro clube para o Cristian?

Flávio Adauto: Eu disse em outras ocasiões que não ia fazer limpeza, dispensa em massa, e não há jogadores que saíram que não conversamos. Em relação ao Cristian, não vai ser diferente. Ele tem contrato. Se aparecer alguém procurando por ele, vamos conversar. Não vamos tratar com nenhum ressentimento nem nada. Temos outros jogadores que tem tido outro comportamento. O Mendoza, por exemplo, não está jogando, mas está se dedicando. Acho que foi momento infeliz dele, não estamos satisfeitos com isso, mas não vai fazer com que a gente trunque qualquer possibilidade para a carreira dele. Pelo contrário: o que puder ser feito vamos fazer para ajudar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos