Alex Silva diz que rasgou a própria camisa para não ser expulso após disputa 'de Libertadores' com Mina

Mina e Alex Silva se estranharam depois de o zagueiro do Jorge Wilstermann (BOL) segurar o colombiano dentro da área, e o árbitro não marcar pênalti. Na confusão, os dois zagueiros gritaram com as testas coladas, e o palmeirense caiu no chão, reclamando de uma agressão. Depois de uma disputa com "cara de Libertadores", Alex Silva diz que foi "malandro" para evitar o cartão vermelho.

- Jogo de Libertadores, é agarra-agarra. Ficamos testa com testa ali, ele (Mina) tentou dar uma catimbada do lado dele, eu catimbei do meu. Rasguei minha própria camisa para não ser expulso (risos) - contou o defensor que se destacou no Brasil jogando pelo São Paulo.

Após sofrer o gol no último lance da partida, os jogadores do Jorge Wilstermann foram para cima do árbitro Eduardo Gamboa reclamando do tempo de acréscimo, e Olego foi expulso na confusão. Alex não entrou no confronto, e inclusive lembrou que o próprio time boliviano fez cera.

- Todos acharam que o Wilstermann chegaria aqui e seria goleado. Mostramos que temos uma boa equipe, o Zé Roberto elogiou muito a nossa equipe. Saímos tristes com o resultado, mas felizes com a atuação - completou.

Com o resultado, o Verdão lidera o Grupo 5 da Libertadores com quatro pontos, e o Jorge Wilstermann é o segundo, com três. A próxima partida será no dia 12 de abril, contra o Peñarol (URU), no Allianz Parque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos