Maicon vai a campo, mas caso de Rodrigo Caio ainda traz preocupação

O boletim médico da defesa do São Paulo foi atualizado nesta quinta-feira. Por um lado, segue a apreensão pela gravidade da lesão sofrida por Rodrigo Caio no início da partida contra o ABC, pela terceira fase da Copa do Brasil. Do outro, o alívio pela evolução na recuperação de Maicon, que foi a campo treinar pela primeira vez após entorse no tornozelo esquerdo.

A atividade aconteceu na manhã desta quinta, quando os atletas que não viajaram para Natal trabalharam no CT da Barra Funda. Maicon fez exercícios de mudança de direção e arranque e nenhuma restrição de movimento foi registrada pelo defensor. Falta ainda passar pela preparação física antes de ficar à disposição do técnico Rogério Ceni.

Rodrigo foi substituído com 11 minutos no empate em 1 a 1 com o ABC, que garantiu vaga na quarta fase para o Tricolor, e deu lugar a Lyanco. O motivo da troca foi entorse no joelho esquerdo, cujo efeito ainda não pôde ser diagnosticado pelo médico do clube paulista, Auro Rayel. Na volta da delegação a São Paulo, o camisa 3 será submetido a exame de imagem.

- Rodrigo Caio teve um entorse de joelho e a principio não parece muito grave. Vai sair agora do aeroporto e fazer um exame para termos uma condição mais definitiva. Enquanto não tiver o exame na mão, não dá para cravar nada, nem sequer descartar que seja uma lesão de ligamento, só com a ressonância mesmo - explicou Rayel.

Para enfrentar o Ituano às 16h de sábado, pela nona rodada do Campeonato Paulista, Ceni terá à disposição Lugano, titular contra o ABC, Lucão, que ainda não foi usado em jogos oficiais, Breno e Douglas, poupados do jogo em Natal e que vivem má fase. Lyanco, que entrou bem na vaga de Rodrigo, não está inscrito no torneio estadual.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos