Akosua Essien e brasileira ganham protagonismo em clubes da Itália

Duas mulheres ganharam as principais páginas do futebol italiano no último mês. Akosua Puni Essien comprou o Calcio Como, time da terceira divisão do país, e a brasileira Thais Souza, esposa do novo dono do Palermo, declarou que pretende ser 'a Michelle Obama do clube'.

Akosua Puni se junta a Irina Gerasimenko, presidente do Cantu Basketball, um clube basquete na cidade italiana de Cantù, também na província de Como, como destaque local. As duas são fortes representantes do papel que a mulher ocupa cada vez mais na sociedade e no futebol: o de protagonistas.

O Calcio Como, declarado falido em 2016, foi comprado por Puni em leilão. Ela é a esposa de Michael Essien, ex-jogador do Chelsea, Milan e Real Madrid, e foi a única a apresentar uma proposta no quarto leilão realizado pelo tribunal (os outros três falharam). O custo foi de ? 237 mil e a venda será concluída até o final do mês.

- O Calcio Como tem o prazer de anunciar que o clube tem uma nova dona. Akosua Puni, Sra. Essien, é a nova proprietária do clube. Ela está honrada de estar aqui e fazer parte de um clube que possui 110 anos de história. O empenho e o desejo genuíno dos novos proprietários é de crescer e construir tanto a equipe principal quanto as categorias de base. É também um compromisso criar as condições para levar o FC Como para a Serie B (segunda divisão italiana) e de desenvolver o melhor da capacidade dos jovens talentos do clube - disse o Como em comunicado.

O preço pago não inclui o centro de treinamento e a marca Calcio Como. Por isso, Puni ira alterar o nome do clube para apenas Fc Como. O time, que foi rebaixado na última temporada, ocupa a sétima posição e no caminho para chegar aos playoffs.

BRASILEIRA QUER MUDAR O PALERMO

No início do mês, o empresário italo-americano, Paul Baccagli, foi anunciado como novo presidente do Palermo, clube que disputa a primeira divisão italiana. Ao lado dele está sua esposa, a brasileira Thais Souza Wiggers, muito popular na Itália por ter participado do programa "Striscia la Notizia" ("Esfrega a notícia", em tradução livre), um jornal com notícias de humor.

Só que ela não chegou apenas para assistir o Palermo e fez uma referência a antiga primeira dama dos Estados Unidos para mostrar isso. Em entrevista ao "Giornale di Sicilia", Thais confessou se sentir mais como uma Michelle Obama do que como Melania Trump, sinalizando que quer ser parte ativa da rotina do clube.

- Sim, eu gosto de ser ativa, fazer algo para o Palermo, não apenas ficar parada e olhar. Assim como Michelle, que teve seus planos sem substituir o trabalho que era de Obama - disse a brasileira.

O Palermo ocupa atualmente a 18ª posição no Campeonato Italiano e tem 15 pontos conquistados. O Empoli, que está logo acima na tabela de classificação, tem 22.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos