Alisson se diz '100%' na Seleção, mas cogita deixar a Roma para jogar mais

O goleiro Alisson se firmou há quase dois anos como titular da Seleção Brasileira, já tendo 19 convocações e 15 jogos com a camisa canarinho. No entanto, ele teme que a falta de sequência em seu clube, a Roma, da Itália, o prejudique. Por isso, não descarta deixar a equipe ao final desta temporada.

Alisson vinha atuando apenas na Liga Europa, competição na qual a Roma foi eliminada na semana passada, pelo Lyon. Já no Campeonato Italiano, que vem atuando é o polonês Szczesny.

- Eu não gosto de falar muito para frente, estou muito focado aqui na Seleção. Tive uma sequência boa de jogos, mas lógico que não é o que quero, quero sempre estar em campo. Tive uma partida por semana nas últimas três semanas, então chego com ritmo de jogo à Seleção. Infelizmente tivemos um resultado que não nos qualificou para a Liga Europa. Mas agora estou focado na Seleção, no fim da temporada a gente decide o que for melhor para mim, a Roma e a Seleção - destacou o arqueiro.

Mesmo sem atuar tanto em seu time e vir de uma viagem desgastante para disputar as Eliminatórias da Copa do Mundo, Alisson diz estar pronto para o jogo contra o Uruguai, quinta-feira, no Estádio Centenário.

- Estou 100%, é claro que cansado, mais do que em uma viagem normal, mas nada tira a alegria de representarmos nosso país em meio a jogadores de tanta qualidade. Fiz um treino com o Taffarel, não tão intenso como nos outros dias, até porque já estamos a dois dias do jogo. Estou 100%, com ritmo de jogo e treinando forte na Itália para sempre estar bem na Seleção, sempre voando - declarou.

- Confira abaixo os principais trechos da entrevista coletiva de Alisson:

URUGUAI

Jogar lá sempre é difícil, a história fala por si só. Isso já responde a pergunta sobre o Suárez. Ele é um bom jogador, um dos melhores do futebol mundial, mas temos de estar atentos aos detalhes, sobretudo ao nosso jogo. Será uma pressão grande, até por ser um jogo entre o primeiro e o segundo colocado, isso aumenta um pouco a rivalidade, mas contamos com jogadores experientes, acostumados com essa situação.

EDERSON

Com certeza acompanho. Ele vem fazendo um ótimo trabalho. Tive oportunidade de treinar com ele na Copa América Centenário. É um jovem, vem fazendo um grande trabalho em sua equipe. Hoje é líder do Campeonato Português e foi bem na Champions League. A Seleção está bem servida de goleiros, temos opções por anos.

TITULARIDADE

Confiança, sim, mas nunca com soberba, sempre com os pés no chão, sabendo que há grandes profissionais ao meu lado. A concorrência é grande. Com certeza o ritmo de jogo ajuda, mas já provei que, mesmo sem jogar muito na Roma, fiz grande trabalho na Seleção. É mais difícil para mim, mas temos que lidar com o que temos em mão, para superar as expectativas. Seleção sempre esteve bem servida de goleiros e a expectativa é alta.

CLASSIFICAÇÃO

Seria importante essa vitória, vencer o Uruguai fora de casa é significativo. Mas encontraremos uma equipe dura, que marca forte, tem seus jogadores de alto nível... Mas vamos trabalhar para ir lá e buscar a vitória. Não será fácil, mas trabalharemos para isso.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos