Diretor deixa base do Corinthians após seis meses por pressão política

O Corinthians mais uma vez está sem diretor de base. Seis meses após ser escolhido para chefiar o setor, Fausto Bittar entregou sua carta de demissão na tarde desta quarta-feira. A informação foi publicada pelo portal Uol e confirmada ao LANCE! por Bittar.

O principal motivo para a saída do dirigente foi a aproximação do conselheiro Jacinto Antônio Ribeiro, conhecido como Jaça, da base do clube. Jaça apoiou o presidente alvinegro, Roberto de Andrade, a se livrar do processo de impeachment e vem tentando exercer influência nas categorias inferiores. A pressão política vinha incomodando Fausto já há algumas semanas.

- O presidente está tomando medidas no departamento que não concordei e me fizeram sair. Ainda tinha ações para fazer, mas deixo o departamento mais "redondo", econômico e com uma captação melhor. Entreguei meu cargo, mas volto ao Conselho Deliberativo ao Cori (Conselho de Orientação) - explica.

Fausto assumiu o cargo depois de escândalos no departamento de formação de atletas que fizeram com que José Onofre, seu antecessor, pedisse para sair.

Em sua gestão, o diretor conquistou a Copa São Paulo deste ano e tomou decisões importantes, como cortar gastos, substituir profissionais e aperfeiçoar a captação e a análise de desempenho na base.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos