Milton admite falta de inspiração, mas aprova atuação do Vasco: 'Gostei da entrega'

O técnico Milton Mendes estreou com o pé direito pelo Vasco, na noite desta quarta-feira, com a vitória por 1 a 0 sobre o Madureira, pela terceira rodada da Taça Rio, segundo turno do Carioca. O treinador ficou contente com a atuação da equipe em seu primeiro jogo, já que os jogadores tiveram comprometimento, o principal pedido dele desde a sua chegada.

- O que mais gostei nessa estreia, foi aquilo que eu pedi, o comprometimento, a entrega. Faltou um pouquinho de inspiração, mas teve muita transpiração. Mas isso é normal, porque é o início, é assim mesmo. Fiquei muito contente, mas não podemos achar que está tudo bem. Ganhamos um jogo, contra uma equipe que toca bem a bola, e que pouco nos ameaçou. Equipe já mostrou alguma organização. Queria deixar bem claro que essa vitória também passa pelo Cristovão Borges, que estava aqui até semana passada - disse Milton, destacando que a equipe tentou fazer muitas coisas do curto tempo que tiveram para treinar.

- A equipe tentou fazer muitas coisas que nós trabalhamos, como bolas paradas ensaiada de escanteios e faltas laterais. Iniciar ganhando é bom, com comprometimento é melhor ainda. Foi uma noite bacana, uma noite boa. Queria oferecer essa noite aos torcedores, precisamos muito deles - completou.

Para a partida contra o Tricolor Suburbano, o treinador surpreendeu e escalou Pikachu como titular. Mais adiantado, o jogador acabou fazendo o gol da vitória. Após o jogo, Milton explicou a sua escolha.

- Por que eu optei pelo Yago (Pikachu)? É um jogador com muita velocidade e queria isso na nossa equipe. Temos jogadores que controlam bem a bola, como o Nenê e o Andrezinho, mas precisávamos de uma saída rápida. Conseguimos isso muitas vezes no jogo. A equipe já conseguiu fazer uma compactação, mas ainda precisamos melhorar muito. Porém, fiquei satisfeito com a atuação do Yago e de toda a equipe. Conseguimos desenvolver um bom futebol - comentou o treinador.

Milton Mendes acredita que aos poucos a equipe vai ganhar a sua cara. Segundo ele, seu trabalho tem três estágios e com o tempo os jogadores vão executar suas ideias normalmente.

- Existem três coisas fundamentais para mim: construção, assimilação e execução. Cada uma leva o seu tempo. Conseguimos fazer já a bola parada e algumas coisas em compactação. Começamos bem, mas depois perdemos por causa de alguns vícios naturais. Os jogadores tentaram, então fico feliz. Estamos construindo nossas idéias, passamos para eles, que vão começar a assimilar e depois vão passar a executar normalmente - afirmou.?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos