Modesto justifica atrasos de pagamento no Santos: "Caixa é apertado"

  • Divulgação/Santos FC

    Modesto Roma Júnior, presidente do Santos

    Modesto Roma Júnior, presidente do Santos

O presidente Modesto Roma Júnior confirmou que o Santos tem tido dificuldades financeiras para pagar jogadores e comissão técnica. A pendência do clube é referente à premiação prometida pelo clube caso o Peixe se classificasse para a Libertadores e chegasse à segunda colocação do Brasileirão, além de salários que deveriam ter sido pagos no início deste mês.

"É isso mesmo (tem acordo para pagar). O caixa é apertado. Pegamos o clube com dificuldade. Estamos arrumando a casa. Agora, o caixa é sempre apertado e temos que respeitar as dificuldades. Está tudo equacionado", afirmou, em entrevista à Rádio Globo.

A diretoria espera resolver a questão com o recebimento do patrocínio master da Caixa, de R$ 16 milhões, que deverá será pago no próximo mês.

Com recentes maus resultados no Campeonato Paulista, o Santos recebeu cobranças da torcida, que pichou os muros da Vila Belmiro. O presidente encara isso como passado e quer manter a boa relação do clube com os santistas.

"Dá trabalho para o nosso pessoal limpar o que sujaram. Só isso. A torcida do Santos cobra, mas é séria. Não podemos aceitar que um ou outro suje o bom relacionamento entre o Santos e sua torcida. São coisas individuais. É passado", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos