Carille explica troca com o Galo e diz que vontade de Marlone prevaleceu

Mesmo com o empate em 1 a 1 contra o Red Bull Brasil, o assunto mais esperado para a entrevista coletiva de Fabio Carille após o jogo era a troca com o Atlético-MG, que envia Marlone para Minas Gerais - negociação já confirmada pelo clube mineiro - e traz Clayton para o Timão.

O técnico corintiano explicou como a transação foi estabelecida nesta semana e citou a vontade do jogador, com quem ele contava, para fechar o negócio.

- Terça-feira já começou alguma coisa a respeito dessa troca, por isso fiz a troca pelo Maycon na segunda parte do treino. Na quarta de manhã o atleta veio falar comigo e com o Alessandro. Ele mesmo se colocou fora pela proposta. Foi mais um desejo de ele buscar outros ares, porque eu estava contando com ele para esse jogo - justificou Carille.

A opção por Clayton também fez parte das declarações do técnico. O interesse no futebol do atacante que atuava pelo Figueirense, antes de ir ao Galo, não é de hoje. O negócio realiza um desejo antigo do clube.

- O Corinthians entrou na briga com o Atlético-MG para trazer o Clayton do Figueirense, mas não aconteceu e ele acabou indo para o Atlético-MG. É um jogador que a gente busca

Confira os principais trechos da entrevista coletiva com o técnico Fabio Carille:

Poucas opções de ataque

"Não tínhamos jogadores de ataque no banco, o mais avançado era o Guilherme. Foram circunstâncias. Sabíamos que ia sofrer com garotos, mas fiquei feliz com desempenho deles"

Guilherme continua nos planos

"Independentemente de qualquer coisa, ele sempre continuou trabalhando com a gente. Segue treinando normalmente, está à disposição e pode ser usado"

Projeção do clássico e preocupação com o desempenho, principalmente no ataque

"Resultado não preocupa tanto, e sim o desempenho. Olhando por esse lado, demos uma caída quando pudemos. Clássico no domingo e depois no outro fim de semana começa já começa mata-mata, vamos contar com retornos de jogadores, mas preocupa, muitos jogos sem vitória. Contra a Ferroviária no segundo tempo criamos bastante. Hoje tivemos muitas mudanças, sabíamos das dificuldades. Nossa grande busca é melhorar esse setor ofensivo"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos